quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Aos viajantes de primeira viagem: PARTE 2

(Só não garanto que será a última!!! :P)

Tudo resolvido: passaporte, documentos, cartão internacional, passagens e hospedagem. Você seguiu todas as dicas da primeira parte, se não, confira aqui! Agora vamos curtir (vamos, no sentido literal, leva eu???, por favor!!!! rs).

Errado, se fosse assim, essa segunda parte não faria sentido, não é mesmo? Então vamos em frente: 

5º passo: Chegou a hora de pesquisar o que fazer e como chegar”. Veja todas as possibilidades. Não faça como muitos que montam uma programação diária: hora de acordar, hora de sair, o que visitar primeiro, segundo, terceiro, pausa pro lanche, hora de almoçar, etc... Sua viagem será chata, cheia de regras e prazos. Você esta de férias, esqueceu? Deixe isso pro escritório rs. 


Analise os lugares, dias que abre, valor de ingressos, como chegar (trajeto de táxi, ônibus, metro, a pé), estude o que está próximo do que (pegue mapas nos aeroportos, nos pontos de auxilio ao turistas, eles quebram um 'galhão'), pra você não chegar perdidão e não perder tempo, mas não concretize um roteiro, fique livre. 

Existem as surpresas de trajeto, ou seja, você está se direcionando pra um lugar  e no caminho se depara com outro, as vezes mais incrível ainda e pronto, o dia todo muda...Então não se engesse. Para se locomover, busque dicas também com o Guru, sobre todas elas. Leia blogs de quem já fez de táxi, metro, trem, bicicleta, analise as experiências de cada uma delas e depois decida qual experiência você quer ter, ou um pouquinho de cada rs. 

A dica aqui é: Procure visitar lugares próximos um ao outro no mesmo dia, pra você não ficar igual uma barata tonta, rodando de um lado pro outro e perdendo tempo. Veja também o processo para entrar nos lugares, se há fila, quanto tempo, se precisa comprar com antecedência, etc. você não quer chegar na porta e só ficar chupando o dedo do lado de fora, ne?!?

Para mim, essa foi uma das partes mais interessantes. Além de obter todas as informações, já fui me familiarizando com os lugares, fui memorizando, naturalmente, nomes de ruas, pontos de referências, distancias. Descobria restaurantes, bares, cafés, etc. Quando cheguei nos destinos, não me sentia perdido e ficava mais confiante para a exploração rs. 

Vamos aproveitar e cuidar da saúde? Não podemos deixá-la de lado, certo?

Então a dica é: Durante os passeios, leve sempre água e alguns lanchinhos em uma mochila, barrinha de cereal, chocolate, amendoim, frutas, sanduíches... Você estará andando o dia todo, e uma desidratação, queda na pressão, desmaios não são bem vindos. JAMAIS!!!!

6º passo: Além de toda a gastança com documentos, passagens e hospedagem, chegou a hora de pensar na grana que será gasto lá!!! Pois é, temos que comer, sair, passear, nos locomover e isso tudo, neguinho, pede "bufunfa". 

Lembre-se que você já tem um cartão internacional, com um limite que não vai te deixar na mão, claro! Mas só usar cartão é coisa de gente rica, PAH! Comprando com ele, você ficará a mercê do câmbio do dia em que seu cartão fecha e não do dia da compra, efetivamente, além do que existe uma taxa chamada IOF, que cobra 6,38% do valor de cada compra. Comprando a moeda do país que vc irá visitar e levando dinheiro em espécie, também existe a taxa IOF, mas neste caso fica em 0,38%. Bom né!!!!!

Então, dica pro money: Vá ao santificado Guru e também busque a respeito Quanto gasto num dia em Paris?”.

Bom, eu fiz essa pesquisa e já adianto que, na Europa uma média de gasto diário (desconsiderando as tardes de compras nas lojas rs) é de 50 Euros (dia contadinho) a 100 Euros. Depois disso, calcule o total que você irá precisar, vá ate o seu banco ou alguma casa de cambio pra efetuar a troca. Nas minhas pesquisas, os bancos que tinham o menor valor de cambio eram a Caixa Econômica e o Banco do Brasil, mas em ambos precisa ser correntista para concretizar a transação.

7º passo: Chegou a tão esperada viagem, mega empolgação, nervos descontrolados, coração acelerado, emocionado ao ponto de chorar, diarreia a noite toda (eca), pelo menos não aconteceu na hora do voo, não é mesmo!!! Nada te aborrece, até você chegar no aeroporto e descobrir que o passaporte ficou dentro da gaveta. AAAAAAAAAHHHHH  (um grito de desespero)!!!!!!!!!! Adeus viagem!


Para isso não acontecer segura essa dica: Antes de tudo começar, compre um envelope A4 em qualquer papelaria, identifique-o (viagem férias, realização de sonhos, coloque coraçãozinhos, não importa rs) e a cada passo anterior, imprima tudo que for inerente a viagem, reserva dos voos, reservas das hospedagens, as dicas dos lugares a visitar, seu seguro saúde, coloque seu passaporte, os comprovantes das vacinas, seus vistos. Concentre tudo em um lugar só. 

Pelado você pode até conseguir viajar, mas sem esses documentos, esquece.

Faça sua mala com antecedência, não deixe pra ultima hora e a primeira providencia é colocar seu envelope e os corações dentro da sua mala de mão. Esqueça a cueca/calcinha da sorte, mas não deixe seus documentos em casa. E por falar em mala de mão, assim como as viagens domésticas, para as internacionais também existem regras, nada de produtos cortantes e/ou perfurantes, produtos líquidos com 100ml ou mais, aerossol, inflamáveis, etc. Se levar, vai perder, pq a Federal manda jogar fora, sem pena e não adianta chorar nessa hora.

Malas prontas, documentos postos na mochila, é hora de relaxar, não fique se estressando por bobagem, agora não tem como voltar atrás. No dia do voo, programe-se pra chegar no aeroporto com 3 horas de antecedência. Faça o check-in do voo online, ou faça nos guichês eletrônicos dos aeroportos. Também não é nenhum bicho de sete cabeças Basta informar numero da reserva, numero do passaporte, etc e pronto, check-in feito Dirija-se a um dos guichês da sua companhia e despache sua mala.

Dica: Coloque um cadeado no compartimento principal da mala e não despache nela, coisas de valor, do tipo: eletrônicos, dinheiro, joias, óculos, etc.  Isto deve estar tudo em sua mala de mão.  Despachado a mala e com as passagens em mãos, vá em busca do seu portão de embarque.

Passe pelo raio-x, procedimento de alfandega, identifique seu portão de embarque e pronto, use o tempo extra pra dar uma voltinha no duty free, mas controle-se vc passará por outros (pesquise no guru como são as lojas dos aeroportos que você irá passar). Se liga na hora que começa o processo de embarque, não vá se desligar e perder o voo, não a essa altura. 

8º passo: embarcado, sentadinho em seu lugar? Aguarde a decolagem, ouça as informações do briefing de segurança, aguarde a decolagem e aproveite.

Ande pelo avião, procure o local das copas (la sempre tem algo pra beber ou beliscar), faça amizades, veja um filme, ouça musica, leia seu livro, durma mais um pouco, levanta, de uma volta, veja um filme, ouça musica. É amigo, ficar mais de 10 horas dentro de um avião não é fácil. Dica: Se você bebe, não hesite em pedir vinho e fique bêbado mesmo, você vai dormir como ninguém e se não bebe, fique no ciclo que listei acima ;)

Seu voo chegou e agora? O que você faz? Primeiramente, solte seu cinto de segurança, pegue sua mala de mão no compartimento superior e aguarde o momento de desembarcar. Desceu do avião, siga as placas, elas são enormes e estão por toda parte. Ah! Tem desenhinho pra facilitar pra “nóis”. Não se assuste, vá na Fé que você chega lá e caso não chegue, sempre tem um Chapolin pra te salvar/defender. Encaminhe-se para saída (exit) que tudo dará certo.

Antes de pegar sua bagagem, você passará pelo processo de alfandega do país. É ai que as pernas costumam bambear e o nervosismo bater, mas tenha calma. Chegue com o passaporte e o visto em mãos e entregue, fique com os os outros documentos a postos e caso te solicite mais alguma coisa, tire do envelope com calma e entregue.

Dica relax: O mundo ama os brasileiros!!!!! Então acalme-se, você não terá problemas.

Passaporte carimbado!!! Que emoção, entre no “estrangeiro” e divirta-se. Encaminhe-se pra onde você irá ficar, jogue as malas no quarto, esconda seu dinheiro (porque você não vai ficar saindo com tudo pelas ruas, né) no cofre, dentro da mala trancada, embaixo do tapete, dentro de um vaso, de uma meia suja e fedida (boa tática essa rs) etc. Pegue seu passaporte (sim, ande com ele por onde você for, lembre-se: ele é sua identidade e, cartão de credito, você só consegue usar apresentando-o). Tome um banho rápido, ou não, e parta pra rua. Qualquer segundo é precioso numa viagem.

Deixo vocês por aqui, acho que já dei dicas demais e se sua viagem não tiver os vacilos, os perdidos, os micos, os erros, etc, sua viagem não terá historias hilárias a serem contadas. Aproveite ao máximo, divirta-se ao máximo, registre tudo que você achar que merece um clic e não tenha duvida, sua viagem ficará eternizada em você!!!!


PS: Para o voo de retorno, e os voos internos, fica valendo o 7º passo, ok?

Até a próxima, espero ter colaborado. Deixe sua opinião aqui nos comentários e qualquer dúvida que tenha, que eu organizo em um próximo post!!!


Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Paulo Magalhães | Instagram
Nascido em Rio das Flores, criado em Piraí. Nunca achou que pertencia às cidades pequenas do interior, e hoje, mesmo morando na cidade maravilhosa, essa sensação não o abandonou. Por isso, tenta extravasar, através do seus poemas, viagens e afins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©