domingo, 21 de dezembro de 2014

Qual o sentido da vida?

Nascemos no instante
em que o óvulo se fecunda
e ali, naquele momento
iniciamos nossa trajetória

Pra onde ir?
Nos perdemos desde o inicio
Naquele mundo aquoso e escuro
Sozinhos, desnudos, disformes.

Vamos crescendo,
criando forma,
personalidade;
Existindo,  porém,
no mesmo perdido breu

Ganhamos vida,
ganhamos o mundo,
vivemos a luz
e a desorientação aumenta
na mesma proporção

Anos passam,
aprendizados se acumulam
e as duvidas também
Por que papai?

Amadurecemos
e trocamos porquês
por respostas inúteis
Experiências frustradas
Amores perdidos
E aquela sensação
Por que meu Pai?

Vivemos numa busca
Sem fim
Sem saber o que buscar,
Como encontrar?

A vida não tem um sentido
Os caminhos são tortos
Pedregosos
Caminhos íngremes

Vence quem souber caminhar.



Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Paulo Magalhães | Instagram
Nascido em Rio das Flores, criado em Piraí. Nunca achou que pertencia às cidades pequenas do interior, e hoje, mesmo morando na cidade maravilhosa, essa sensação não o abandonou. Por isso, tenta extravasar, através do seus poemas, viagens e afins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©