domingo, 18 de janeiro de 2015

1 filme por semana | 3/53: "A família Bélier"

Oi, genteeee! Tudo bem? 

Hoje é dia de filme, e eu tenho muito prazer em dividir com vocês a escolha de hoje! VEM!


Sinopse: Toda a família Bélier é deficiente auditiva, com exceção de Paula (Louane Emera). A jovem de 16 anos é a intérprete oficial dos parentes e figura fundamental na administração da fazenda. Vive em função disso até o dia em que descobre ter um dom para o canto e decide participar de um concurso da Radio France, para desespero da família.



Sinceramente, não dava nada pelo filme. Fui mesmo ao cinema porque é uma comédia e eu queria rir. Quando li a sinopse até achei que poderia ser divertido, mas não coloquei tanta fé que seria um filme que valesse a pena. Mas valeu. Valeu muito a pena.

É uma história simples, gostosa, divertida, expansiva, emotiva e, porque não dizer, informativa. Você descobre, conhece e percebe melhor o mundo surdo-mudo e também entende que apesar de ser um mundo tão diferente das pessoas sem deficiência auditiva, também possuem uma vida muito igual: medos, fracassos, insucessos, alegrias, desejos, sorrisos, vitórias. Mostra o quanto o preconceito é visível e mesmo assim não enxergamos.

A família Béiler no fim das contas “dá conta do recado” através do seu trabalho e da “sorte” (quem ver o filme vai entender porque eu coloquei sorte entre aspas) de ter uma filha que não é surda. E são como qualquer outra família: tristezas, alegrias, aborrecimentos, problemas, descanso e superação. Tudo parece estar em paz e harmonia até que a filha Paula, personagem importantíssima para o funcionamento de tudo referente aos Béiler, descobre um talento inegável para a música. E bota talento nisso!

A partir desse momento o que era calmaria passa a nos gerar muitos momentos divertidos, gargalhadas gostosas e lágrimas de emoção. Apesar de simples, é uma história envolvente, até porque a maioria das pessoas têm família e sabem as delícias dos prazeres e desprazeres do convívio e desse amor sem medidas. Não tem como não se sentir um pouquinho deles, refletir sobre a sua própria família, o relacionamento que há entre seus membros e como reagimos a situações que tragam novidades e nos tirem da nossa zona de conforto.

É uma história linda de vidas, pessoas, sentimentos e que nos surpreende com um final emocionante, acolhedor e puro. Sai do cinema ainda com lágrimas nos olhos e agradecendo por ter tido a ideia de querer ver uma comédia. Agradeci a mim mesma por ter escolhido essa comédia. Pode ser que outras pessoas vejam o filme não sintam o que senti, mesmo assim, para mim, foi um dos melhores filmes que já vi na vida. Recomendo muito a todos!

Você, você mesmo que está sentadinho ou deitadinho lendo essa resenha, por favor, dê uma chance à família Béiler. Dá uma chance ao seu coração, a sua lágrima e a vocês mesmo, como eu fiz. Ótimo filme para você! Divirta-se!!

Sobre o Autor:
Natalia MenezesNatalia Menezes |  Twitter  |  Todos os posts do autor
Amante de futebol, música, filmes e livros, sempre foi apaixonada por histórias, seja lá de qual maneira forem contadas. Ama tanto lidar com o abecedário em forma de frases e parágrafos, que acabou se formando em Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©