quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Resenha | Put Some Farofa (Gregorio Duvivier)

Editora: Cia das Letras Páginas208

Sinopse: Publicada em Julho de 2014, a crônica que dá título a este volume, que cria uma conversa imaginária de um brasileiro com um gringo visitando o Brasil durante a copa, rapidamente se tornou um viral de internet, até ser comentada em artigo do Washington Post. Trata-se de uma amostra da verve humorística - embebida de zeitgeist, crítica ferina e muito afeto - de Gregório Duvivier. Reunindo o melhor de sua produção ficcional, Put some farofa traz textos publicados na Folha de S.Paulo e esquetes escritos para o canal Porta dos Fundos, além de alguns inéditos. Se Gregorio traz o raro dom da multiplicidade, tendo se destacado no cenário cultural brasileiro ao mesmo tempo como ator, roteirista, comediante, cronista e poeta, também múltiplo é este volume, que transita entre ficções, memórias de infância, ensaios sobre artistas que o influenciaram, artigos panfletários, exercícios de linguagem e outras experimentações. Os textos vão da pauta que está sendo debatida naquele dia no jornal ao completo nonsense; do amor ao ódio, do íntimo ao universal. No conjunto, o que espanta no autor é o frescor, a coragem, a visão transformadora e, sobretudo, a capacidade inesgotável de se renovar a cada semana, contando sempre com a inteligência e a sensibilidade do leitor.

Despertei minha paixão pela leitura a partir das crônicas. Já li desde Vinicius de Moraes e suas crônicas românticas, até Luís Fernando Veríssimo e seus dramas da vida real. Mas Gregório conseguiu unir tudo no seu segundo livro. Quem o acompanha nos vídeos do Porta dos Fundos no YouTube, conhece seu lado engraçado e desajeitado e não imagina sua sensibilidade ao escrever.
O título chama a atenção de quem está passando por uma prateleira na livraria e, a crônica que leva este mesmo nome, deixa bem claro o principio do livro: misturar tudo que Gregório tem a oferecer, assim como farofa, fica bom com tudo.

É impossível chegar ao fim do livro sem ter dado, pelo menos, uma gargalhada com um dos roteiros que foi escrito e acabou virando vídeo pro Porta dos Fundos, ou se emocionar com os relatos de infância tão detalhados. Além de, claro, ter crônicas com cunho político publicadas em sua coluna no jornal Folha de S. Paulo no ano de 2014.


Pra quem não tem o costume de ler crônicas e contos, este pode ser um bom começo para um novo amor literário. E para quem já gosta do gênero, vale a pena conhecer melhor a escrita de Gregório e apreciar ainda mais a nossa cultura nacional.


Já leram ou conheciam o livro? Me conte nos comentários e boa leitura!




Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Amanda Lira |  Twitter - Blog - Instagram

Sonhadora, pensativa, teimosa e indecisa. Escreve o que sente e o que vê. Há 19 anos neste mundo, Paulistana e Sagitariana.

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Nossa eu amo contos e crônicas, demais! E nunca tinha visto o livro, que parece ser ótimo, vou procurá-lo! Palmas para o título hahaha sensacional!
    bjos

    www.euvoceeoslivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois conta pra gente o que achou! :)
      Beijinhoos!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©