segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

1 filme por semana | 7/53: "Maze Runner - Correr ou Morrer"

Oi genteee, tudo bem com vocês?

Sentiram falta do nosso "1 filme por semana"? Pois é... Tivemos alguns probleminhas e acabamos atrasando, maaas, não deixamos de assistir filmes e cumprir nosso desafio anual! Sendo assim, vamos atualizando vocês com nossas críticas e sugestões, mesmo fora do dia, ok? Perdoem-nos! ;)

O filme escolhido para a 4ª semana do desafio foi a adaptação da Saga Literária queridinha de muitos leitores: Maze Runner!




Eu já havia lido algumas resenhas e posts livres de spoilers sobre os livros, e de cara me despertou interesse. Adoro o gênero adolescentes fodinhas  aventura + distopia e realmente me envolvo com a trama.

Com este não foi diferente.

O filme começa com Thomas dentro de uma caixa que funciona como um elevador, chegando em um local aparentemente desconhecido e totalmente sem memória. Lá, ele é recepcionado por um grupo de adolescentes - todos garotos - aonde um líder lhe explica o máximo que pode sobre o local.

Nenhum deles sabe como foi parar ali, tampouco tem lembrança de sua vida anterior. O que sabem é que, uma vez ao mês, a mesma caixa que trouxe Thomas traz outro jovem que chegam nas mesmas condições. 

O lugar nomeado de Clareira, não possui nada além de uma vasta floresta e um imenso labirinto centralizado, que muda de posição a cada dia e abre e fecha seus muros em horários determinados. 

Para sobreviverem, os Clareanos se organizaram como em qualquer sociedade: dividindo funções e criando regras básicas de convivência. 

Uma das funções designadas é a de 'Corredores'. Apenas os jovens nomeados nesta função têm ordem para adentrar o Labirinto quando o muro se abre. Devem, então, percorrê-lo o máximo que puder, memorizando suas passagens e, retornando antes do muro se fechar, devem mapeá-lo em uma grande maquete. O intuito é tentar encontrar uma saída.

Mas nem tudo é tão simples. Caso algum Corredor não consiga retornar a tempo, tendo de passar a noite preso no Labirinto, sua morte é dada como certa. Já que à noite criaturas gigantescas e extremamente cruéis são soltas, tornando a sobrevivência de qualquer um impossível!

Thomas chega para interferir na rotina dos meninos. Sua curiosidade,  e inquietação com o motivo que os levaram até ali, o faz quebrar regras, ousar, esquematizar e, assim, desenrolar todo o roteiro intrigante, misterioso e muito inteligente.

A abertura de mais uma caixa que traz os jovens, e um bilhete anunciado ser a última vez, apimenta a trama, trazendo novidades e uma reviravolta surpreendente, deixando muitas pontas soltas para serem amarradas em um próximo filme!

Adorei o filme. Fiquei muito ansiosa para ler a Saga, que com certeza deve ser rica de detalhes que as adaptações sempre deixam passar. Achei as relações entre os personagens bem superficiais, e acabou ficando a dúvida se realmente são assim devido às condições em que se encontram ou se no livro é possível um envolvimento maior! 

Com certeza irei ler a Saga e, assim que o fizer, volto aqui para resenhá-la e apontar as diferenças.

E vocês, já assistiram? Conta pra gente o que achou!


Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Eliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Oi, Liza!
    Os livros de Maze Runner estão na minha wishlist a um bom tempo. Mas ainda não assisti o filme... Acho que vou assistir antes de ler mesmo. Eu sempre compro outros livros ao invés de comprar estes --'
    Amei o post!!!
    Beijinhos, lindona.

    ResponderExcluir
  2. Não li os livros, mas adorei os filmes e já quero acompanhar a série toda nas telonas! ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©