31 de março de 2015

Caixinha do Correio #1 - Janeiro, Fevereiro e Março


Oi gente, tudo bem com vocês? 

Chegamos ao final do primeiro trimestre de 2015 e resolvemos mostrar aqui os livros adquiridos por nós nesse período! Vamos conhecê-los?

1 - Livros da Eliza Alvernaz:


Livros de Sebo:

1 - Dom Casmurro (Machado de Assis) - Versão ilustrada, adaptado por Felipe Greco e Mario Cau - Devir Livraria
2 - Quarto de Despejo (Carolina Maria de Jesus) - Editora Abril

Livros de Autores Parceiros:

3 - Uma mulher, um homem, um drink (Natalia Von Poser) - Selo Eu amo Escrever
4 - Um ano bom (Ana Faria) - Ases da Literatura
5 - O espelho da Intenção (Águeda Faon) - Editora Protexto (resenha aqui!)

Livros de Editoras Parceiras:

6 - Louca por você (A.C.Meyer) - Universo dos Livros (resenha aqui!)
7 - A cidade das sombras dançantes (Pedro Veludo) - Editora Quatro Cantos
8 - Em busca das Borboletas (Margarida Pizarro) - Chiado Editora (resenha aqui!)

Livros ganhados em sorteios:

9- Por trás do véu de Isis (Marcel Souto Maior) - Editora Planeta
10 - Lisbela e o Prisioneiro (Osman Lins) - Editora Planeta
11 - Toda Sua (Sylvia Day) - Editora Paralela
12 - Cartas entre amigos - sobre ganhar e perder (Gabriel Chalita e Fábio de Melo) - Editora Globo
13 - Reconciliação (Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho) - Editora Petit
14 - Duas verdades e uma vida (A história de um pequeno rei)  (Jorgenete Pereira Coelho) - Publit

Livros ganhados de Amigos:

15 - Alice's adventures in wonderland & others stories ( Lewis Carrol) - Barnes & Nobles
16 - Harry Potter e a Pedra Filosofal (J.K.Rowling) - Editora Rocco
17 - Harry Potter e a Câmara Secreta (J.K.Rowling) - Editora Rocco
18 - Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban (J.K.Rowling) - Editora Rocco
19 - Harry Potter e o Cálice de Fogo (J.K.Rowling) - Editora Rocco
20 - Harry Potter e a Ordem da Fênix (J.K.Rowling) - Editora Rocco
21 - Harry Potter e o Enigma do Príncipe (J.K.Rowling) - Editora Rocco
22 - Harry Potter e as Relíquias da Morte (J.K.Rowling) - Editora Rocco
23 - No Mundo de Luna (Carina Rissi) - Verus Editora
24 - Um dia (David Nichols) - Editora Intrínseca
25 - O retorno do Jovem Príncipe (A.G.Roemmers) - Fontanar

Livros comprados:

26 - Mary Poppins (P.L.Travers) - versão ilustrada por Ronaldo Fraga - Cosacnaify 
27 - Eu + você = nós, um livro para preencher junto (Lisa Currie) - Editora Benvirá

* O "Livro Louca Por Você" não está na imagem, pois, está emprestado! ;)

2 - Livros de Natalia Menezes


Livros comprados:

1 -  Mary Poppins (P.L.Travers) - versão ilustrada por Ronaldo Fraga - Cosacnaify
2 - Alice's adventures in wonderland & others stories ( Lewis Carrol) - Barnes & Nobles
3 - Walking Disaster (Jamie McGuire) - Atria Books
4 -  Beautiful Disaster (Jamie McGuire) - Atria Books
5 - O Pequeno Príncipe (Antoine de Saint-Exupéry) - Geração
6 - No Mundo da Luna (Carina Rissi) - Verus Editora
7 - O Diário de Anne Frank (Otto Frank) - Editora Record
8 - Cidades de Papel (John Green) - Editora Intrínseca (resenha aqui!)
9 - Florita: uma vida, um amor (Taísa Luciano) - All Print Editora
10 - Alice no País das Maravilhas (Lewis Carroll) - Universo dos Livros (resenha aqui!)

Livros de Autora Parceira:

11 - Uma vida para sempre (Simone Taietti) - Editora Novo Século (resenha aqui!)

3 - Livros de Pit Larah


Livros Comprados:

1 - Harry Potter e a Pedra Filosofal (J.K.Rowling) - Editora Rocco
2 - Harry Potter e a Câmara Secreta (J.K.Rowling) - Editora Rocco
3 - Harry Potter e o Prisioneiro de Askaban (J.K.Rowling) - Editora Rocco
4 - Harry Potter e o Cálice de Fogo (J.K.Rowling) - Editora Rocco
5 - Harry Potter e a Ordem da Fênix (J.K.Rowling) - Editora Rocco
6  - Harry Potter e o Enigma do Príncipe (J.K.Rowling) - Editora Rocco
7 - Harry Potter e as Relíquias da Morte (J.K.Rowling) - Editora Rocco

Livros ganhados:

8 - Crime e Castigo livro 1 (Dostoiévski) - Editora Abril
9 -  Crime e Castigo livro 2 (Dostoiévski) - Editora Abril
10 - Dom Quixote de La Mancha (Miguel de Cervantes) - Editora Abril

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!




30 de março de 2015

Quando me tornei feminista?

Tornei-me feminista quando, ainda criança, não me identificava com nenhuma princesa da Disney. E não concebia a ideia de ser frágil e indefesa, sempre à espera de um príncipe encantado pra me salvar.

Tornei-me feminista quando, na mesma idade, enquanto todas queriam ser 'Cinderelas', eu queria ser a Mia do Jaspion. Apelido que, inclusive, me acompanha até hoje.

Sim, aquele coala-porco-espinho, que soltava espinhos nos inimigos. 

Quando me apaixonei por "A Bela e a Fera" e passei a assistir incansavelmente, por ser a primeira protagonista de longa infantil que caga pro amor verdadeiro. Que quer mesmo é ser independente, sair do interior e ler todos os livros do mundo. Sendo a primeira a se apaixonar através da convivência, e não no primeiro olhar. A primeira que salva, e não o contrário. E olha que eu nem sonhava que ainda viriam Mulans, Elsas e Merivas por aí!

Quando preferia os bonecos de "Comando em Ação" do meu primo ao fogãozinho importado que fervia água de verdade. Mas, sobretudo, quando entendi que eu PODIA ter essa preferência! Assim como podia continuar curtindo minhas Barbies, com seus vestidos de festa e furgões cor-de-rosa. 

Quando entendi que, se eu tinha vontade de 'ficar' com esse ou aquele, eu deveria simplesmente ficar, e nunca permitir que as opiniões alheias, os julgamentos preconceituosos que separam mulheres em gavetas de "pra pegar" e "pra casar" me atingissem e inibissem.

Quando compreendi que eu nem sequer preciso casar. 

Tornei-me feminista quando, após ter um filho e não levar adiante meu relacionamento com seu pai, exigi meu direito de não ser apenas mãe. Resgatei minha identidade, minha liberdade, e passei a exercer, sem culpa, meu papel de amiga, namorada e mulher, dividindo as responsabilidades da criação dele com o pai, reservando meu tempo individual!

Tornei-me feminista quando, assediada e agredida na rua, precisei detalhar que roupa eu estava usando no momento e, então, entendi o quão errado isso era, e o tanto que teria de me impor pra que isso um dia mudasse!

Quando, nem por um momento, aceitei a ideia de ter um salário menor que um homem, desempenhando uma mesma função. Quando tracei como objetivo, a luta por uma sociedade sem hierarquia de gênero.

Quando entendi que, se eu não gosto de tal roupa, não quer dizer que quem a usa é inferior a mim.

Quando a culpabilização de qualquer vítima passou a me enojar.

Quando conheci meu direito de dizer "não".

Quando percebi que nenhuma mulher é diferente de mim, independente de sua postura perante a sociedade, e as escolhas que faz para si.

Quando me aceitei e me amei como sou.

E, principalmente, quando compreendi que as escolhas que faço para minha vida são minhas e de mais ninguém. Que meu corpo é meu, e apenas eu, posso decidir o que fazer com ele!

Quando conheci, e adotei, o conceito de sororidade, dei sentido novo pra minha vida e percebi que eu POSSO. 

E você também!


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!




27 de março de 2015

Resenha | Cidades de Papel (John Green)

Título: Cidades de Papel
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 368

Sinopse: 
Quentin Jacobsen tem uma paixão platônica pela magnífica vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman. Até que em um cinco de maio que poderia ter sido outro dia qualquer, ela invade sua vida pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. 
Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola e então descobre que o paradeiro da sempre enigmática Margo é agora um mistério. No entanto, ele logo encontra pistas e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele achava que conhecia.


26 de março de 2015

1 filme por semana | 10/53 : Histórias Cruzadas


Este, é daquele tipo de filme em que tenho a impressão que nunca conseguirei expor tudo o que ele merece que seja dito. É o tipo de filme em que é preciso assistir e sentir cada cena. Aquele tipo que arranca lágrimas até mesmo dos menos sensíveis, afinal, não é fácil ter a pior verdade sobre nós, seres humanos, escancarada diante de nossos olhos.

"Histórias Cruzadas" é baseado no livro "A Resposta", de Kathryn Stockett, e retrata a dura vida das empregadas domésticas no estado do Mississipi. Estado esse, onde cidadãos recebiam tratamento extremamente diferenciados, de acordo com sua raça. Onde os negros exerciam atividades direcionadas apenas a servir os brancos.



Um filme com elenco em sua quase totalidade feminino, mostrando as árduas jornadas de trabalho das empregadas negras, que tinham de cuidar de todo o funcionamento da casa e, principalmente, dos filhos de seus patrões. Tal função, exigia muito de cada uma, pois tinham de cuidar, educar, dar carinho, amor e atenção, já que os verdadeiros pais não o faziam.





No entanto, o preconceito presente em Mississipi era tanto, e tão costumeiro, que mesmo as crianças que nasciam cercadas pela dedicação de suas empregadas, cresciam e seguiam o rumo dos pais biológicos: segregando, diferenciando...

O filme acerta mais uma vez, ao trazer personagens praticamente caricatos, pois dá leveza a uma história já tão pesada por si só. Consegue explorar a crueldade do ser humano, envoltos em ignorância, ódio racial e muita alienação!

Com personagens marcantes, nenhum coadjuvante perde aos protagonistas, mas Viola Davis, na pele de Aibllen Clark, transmite no olhar toda dor de uma vida inteira de maus-tratos. E encontra o ponto perfeito diante da personagem de Emma Stone: uma jovem esclarecida, com ideias e ambições distantes das vivenciadas por suas conterrâneas.



Mesmo sendo branca, Skeeter (Stone) vê além de seus olhos, incomoda-se com a comodidade e vai em busca de mudanças. Para começar, surge a ideia de colher depoimentos das empregadas sobre suas vidas e publicá-las em um livro.

Foi dessa forma que nasceu o original "A resposta", e dessa forma que o maravilhoso "Histórias Cruzadas" acontece, através dos relatos sofridos e verdadeiros, destas empregadas cansadas da realidade e ambiente em que estão inseridas.

"Não importa a cor do cabelo, o estilo das roupas, muito menos a cor da pele. Nada disso define caráter."

Um filme questionador, reflexivo, intenso, o qual eu recomendo muito!!!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

25 de março de 2015

Primeiras impressões | "A Playlist de Hayden" (Michelle Falkoff)


Título: A Playlist de Hayden
Autor: Michelle Falkoff
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 288

Sinopse: Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava. A PLAYLIST DE HAYDEN é uma história inquietante sobre perda, raiva, superação e bullying. Acima de tudo, sobre encontrar esperança quando essa parte parece ser a mais difícil.





Resenha | Sonhei que amava você (Tammy Luciano)

Título: Sonhei que amava você
Autor: Tammy Luciano
Editora: Valentina
Número de páginas: 296

Sinopse: 
Ele estava vivo nos meus sonhos. E que sonhos! Mas era pouco. Eu queria ele na minha vida. Uma história cativante e inesquecível, cheia de mistérios e perguntas a serem respondidas. Pode um grande amor existir somente enquanto sonhamos? Kira, aos 22 anos, está apaixonada, vivendo um momento único de amadurecimento pessoal e profissional. Quem é o sedutor garoto que transforma suas noites em poesia e êxtase? Mas, apesar do maravilhoso momento que está vivendo, a garota terá que enfrentar obstáculos e barreiras. Mas sabe que a vida reserva o melhor para o final. Um convite para dar asas à imaginação e aquecer o coração.




24 de março de 2015

Sons do Brasil #11: RIO GRANDE DO SUL

Estamos de volta, Brasiiil! *_________*

Se hoje é terça, hoje é dia de eu aparecer por aqui! Então, sem mais delongas, vamos pro que interessa! Está no ar...





Como já é de costume, vamos falar um pouco sobre o estado dessa semana antes, pra vocês tentarem adivinhar, fechô?!

O estado dessa semana encontra-se na região sul. (Só com essa dica, cês já descartam 90% dos estados que seriam possíveis! :v HAHAHAHA)

Limitado por Santa Catarina ao norte, Uruguai ao sul e Argentina ao oeste, o escolhido do nosso top 10 de hoje possui uma rica diversidade cultural, como vocês poderão ver mais a frente.

Já sabem de onde estamos falando né? É óbvio que é do...


RIO GRANDE DO SUL!!!

Pra começar, trago pra vocês uma galera que tem uma pegada de pop/rock SEENSACIOONAAAAL, digamos assim sem exagero! kkkkkkk' Estou falando da banda Doubleface! Formada pelos gaúchos Thiago e Diego Massimino, Ariel Porto e Guilherme Machado, a banda procura através da sua música, "relatar as verdades da vida". Ouçam "Vou Fazer Você Voltar"!


Seguindo e trazendo uma vibe super positiva, a banda Filhos de Gaya que já possui 8 anos de carreira, procura mesclar em sua formação jovens e experientes músicos. Com sua música envolvente e ritmo dançante, a banda conta com participações de Mano Changes e Marcelo D2 em algumas de suas canções. Um detalhe que é super bacana: A temática da canção "Se Você Sorrir", que vocês vão ouvir agora, tem por finalidade o incentivo a adoção de animais de estimação e o não abandono deles! :3




O próximo do nosso top 10, é uma banda formada em 2012, que carrega fortes influências da MPB aliada ao que há de melhor na cena de indie nacional. Alpargatos é composta pelos jovens Afonso Antunes, Bruno dos Anjos, Guigo Almeida e Pedro Nectoux, que apesar da pouca idade, trazem uma certa experiência e certeza no que apresentam e no que querem fazer! Com vocês, "Alô"!



Representando o pagode gaúcho, temos toda a ginga e molejo da galera da banda Favela Social! Formada em 2007, os integrantes costumavam se encontrar em diversos redutos do samba e pagode da capital Porto Alegre... Assim que surgiu a banda! Não tinha como ser diferente! Como que tá seu dia hoje? Venham curtir esse "Dia Perfeito" que eu tenho certeza que cê vai se contagiar!



O que você acha que pode dar uma mistura de hip hop, reggae e pop?! "Caminhando Eu Vou", single da  gaúcha Ingrid Zaballa, ou simplesmente Zaballa, traz essa mistura e adianto pra vocês, É ALGO EXTREMAMENTE VICIANTE! Duvida?! Então saca só...



Por hora, temos uma banda que "compromete-se com a proposta de não complicar o simples e preservar a essência do rock 'n' roll dentro de uma mistura de riffs, festas e bom humor"... Essa é a Mr. DOM! Abordando em suas temáticas desde dramas amorosos a altos e baixos da boemia, a banda ainda assim intercala clássicos do rock em seu repertório, como uma afirmação da sua independência. A maior prova disso, está na canção "Sexta-feira", que você pode ouvir agora!



Lembram-se do extinto programa "Fama" da Rede Globo?! Siiim, aquele reality show musical mesmo que foi apresentado pela Angélica... Lembra?! Então com certeza o nome Nalanda é familiar pra você! Dona de um sorriso único, Nalanda, após sua participação do programa, ainda emprestou sua voz para 5 temas de novelas da Globo! Vem recordar essa delícia de voz aqui com a canção "Sombra", que conta ainda com a participação do rapper Rincon Sapiência!




E o sertanejo gaúcho não poderia faltar, não é mesmo?! E o representante escolhido para o nosso top 10 é ele que já fez participação no show de ninguém mais, ninguém menos que os ídolos do atual sertanejo #PeloAmordeDeus, "Jorge & Mateus"! Com sua canção "Se Você Quiser" que integra o álbum "Sintonia" (2014), venham curtir: Gabriel Farias!


Ex-integrante da banda de rock Revel e do quinteto de choro e samba Noesis, Juliano Guerra começou cedo, final dos anos 90, até alçar voos sozinho e seguir em sua carreira solo. Confesso que logo na primeira vez que ouvi "Logo Vem", canção que deixarei aqui pra vocês e que faz parte do novo álbum do cantor, intitulado "Sexta-feira", me tornei um fã assíduo do Juliano! Certeza que vocês também vão se tornar!



Por fim, temos uma banda formada por 3, sim eu disse TRÊS, irmãs cantoras: Taísi, Maitê e Alina! Juntas aos amigos de colégio Guiza Ribeiro, Bilo e Cacá Lazzari, formaram a banda Melody! Com estilo pop, mas também com referências do R&B, Hip Hop e Dance Music, a banda que participou da primeira temporada do programa "Superstar" da Rede Globo, arrancando elogios de Ivete Sangalo e Fábio Jr., lança nos próximos meses seu primeiro álbum! Por enquanto, fiquem com uma prévia do que vem por aii, com a canção "A Mais Pedida"!


É isso galerinha! Gostaram?! Deixem seus comentários, sugestões e críticas nos comentários! Responderei todo mundo! =D

Perdeu ou quer rever algum episódio do Sons do Brasil?! Clique AQUI!

Ficamos por aqui! Até qualquer hora! o/

Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Vic Lima |  Facebook - Twitter - Soundcloud  |  Todos os posts do autor
Aspirante à aprendiz de músico. Pernambucano, Canceriano e há 21 anos fazendo e falando besteira. Aquele que entrou pela cota de "Copiloto, Sócio e Braço direito da Idealizadora do Blog".

23 de março de 2015

BAGAGEM

Acordo cantarolando uma intenção frustrada de “Yesterday”... Programo meu dia distraindo-me com uma xícara de café. A animação é incomum ao horário. 


O vento forte lá fora enrola meu cabelo no fone do celular. Quase atrasada, repasso essas cenas na cabeça e tudo me remete a um comercial qualquer!

A fragilidade do momento me leva ao tempo em que qualquer conselho era guardado, unidos aos pré-julgamentos e opiniões que muitas vezes vinham e dilaceravam...

Hoje, diminuí os saltos, desfiz-me dos pensamentos negativos e abdiquei das dores desnecessárias. 

Não ouço os lamentos alheios, a menos que haja intenção de mudança. 

Urgências não têm mais espaço no dia-a-dia.

Troquei, definitivamente, ‘achismos’ angustiantes por certezas confortantes.

Saudades foram dispensadas. 

Porque, na bagagem de hoje, só carrego o que não pesa!


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

22 de março de 2015

Resenha | Aventuras de Alice no País das Maravilhas (Lewiss Carrol)

Título: Aventuras de Alice no País das Maravilhas
Autor: Lewis Carroll
Editora: Zahar
Número de páginas: 147

Sinopse: 
Obras-primas de Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho há mais de um século encantam crianças e adultos. Instigante, divertida, inusitada, profunda, a saga de Alice é inesgotavelmente interpretada, parodiada, filmada, citada... e, é claro, lida.
Esta charmosa edição de bolso contendo os dois clássicos, inédita no mercado brasileiro, traz os textos na íntegra e ilustrações originais de John Tenniel. Imperdível!






21 de março de 2015

Resenha | Em busca das borboletas (Margarida Pizarro)

Título: Em busca das borboletas
Autor: Margarida Pizarro
Editora: Chiado
Número de páginas: 444

Sinopse: 
Maria Mendes, é uma luso-americana apaixonada por moda que decide mudar-se para Nova York em busca dos seus sonhos.Inseparável das suas melhores amigas Joan e Alicia, Maria vive uma amizade com laços profundos impossíveis de ser quebrados onde as suas vidas entrelaçam-se em momentos lindos e hilariantes.O seu mundo aparentemente perfeito e de paz é alterado quando conhece o sexy e irresistível futuro candidato a Mayor, Dale Sloan. Sem conseguirem evitar, apaixonam-se perdidamente vivendo uma intensa história de amor. Mas as diferenças entre os seus mundos podem ameaçar a sua felicidade, manchando com dúvidas o futuro a dois que eles tanto ansiavam viver. Será que o amor vence todas as barreiras? Um romance que nos faz entrar, ao mesmo tempo, no mundo mágico da moda e na realidade viciante da política americana. Alegria, drama, acção, sespense, diversão, paixão e muito amor numa história mágica que nos leva a rir e a chorar.

20 de março de 2015

Resenha | Louca por você (A.C Meyer)

Título: Louca por você
Autor: A.C. Meyer
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 208

Sinopse: 
Atenção: esse livro contém altas doses de romance, situações hilárias, garotos sensuais e o best friend gay mais maravilhoso de todos os tempos... Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema. Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão. Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha. Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?

19 de março de 2015

1 filme por semana | 9/53 : Se eu ficar

Geralmente venho aqui escrever sobre o filme que assisto logo assim que os créditos começam a subir. Com "Se eu ficar" foi diferente.

Não li a duologia de Gayle Forman, mas acabei por criar certa expectativa com os comentários e resenhas apresentados pelos blogs, e isso já é bem ruim.

Quando decidi que não leria mesmo, fui assistir a adaptação e terminei com "cara de paisagem". 


O filme não me despertou nada. Não me fez torcer, nem pra que ela ficasse, nem o contrário. Não me encantou o romance, não me emocionou em nenhum momento (e olha que, tratando-se de filme, isso é bem raro)... Arrisco dizer que o melhor eram os pais de Mia, a protagonista: divertidos, mente aberta, livres e com conceito de educação bem bacanas... 

Mia é uma adolescente diferente das demais de seu colégio. Reservada, curte música clássica e começou a tocar violoncelo ainda criança, descobrindo ali uma grande paixão. Recebeu o apoio de seus pais que, mesmo roqueiros, fizeram de tudo para que a filha realizasse seus desejos na música. 

Nos anos finais do Colégio, é abordada por Adam, guitarrista e vocalista de uma banda de rock, e muito popular entre as meninas. Ele a convida para uma festa e, mesmo sem ser sua "praia", Mia vai e constata o que já era de se esperar: não se encaixa no ambiente, ficando deslocada e intimidada durante todo o tempo. No final, um convite para estender a noite acontece mas, diante do ocorrido até ali, a menina nega, preferindo ficar em casa. O que não impede que um primeiro beijo e início de uma paixão inicie.

A história tenta colocar o romance dos dois como avassalador e intenso, mas o roteiro deixa a desejar. Não me envolvi e cheguei, inclusive, a achar Adam egoísta, mimado e chato, diversas vezes. Isso sem contar Mia. Melhor aluna, melhor violoncelista, madura, perfeita. NÃO. PARA.

Algumas situações são colocadas em questão e me deixaram ainda mais insatisfeita. Em dado momento, ela chega a repensar sua ida para uma grande Escola de Música por conta de Adam que, detalhe, não deixa de fazer NADA por ela. 

Já no início do filme temos um acidente de carro, aonde ela perde pai, mãe e irmão. Fica em coma, vendo toda sua vida passar, o que deveria auxiliá-la a decidir se "fica" ou não. São nessas passagens que conhecemos todos os personagens envolvidos, e tudo que citei acima. Para então, no final, termos sua decisão. 

Ao meu ver, ficou muito claro o que ela decidiu. Mas como temos a sequência "Para onde ela foi", já fico pensativa...
A proposta do filme me pareceu confusa. Se era pra ser um dramalhão, falhou. Romance, fail... E as reflexões a que nos leva, um tanto duvidosas!

Não é um filme que tenha me acrescentado algo e com certeza não irei revê-lo!


Comentários - Vic:

O filme conta a história de Mia (Chloë Grace Moretz) - logo quando eu vi a protagonista, eu sabia que eu conhecia de algum lugar, só não lembrava de onde... Foi então que eu pesquisei no fim do filme e lembrei que ela tinha feito parte do sensacional "Kick Ass" - uma garota que é apaixonada pelo violoncelo - E POR SINAL, TOCA BAGARAI!


Meio "deslocada" da família que é basicamente formada por "roqueiros" - o que não interfere negativamente em nada a sua relação com os pais, e sim pelo contrário -, é durante um ensaio com seu celo, que ela chama atenção de Adam (Jamie Blackley), um guitarrista bem popular entre todos da escola, que a chama para sair.

Até ai, tudo bem... Um clichê como todos os outros! :P


Todo "filme de amorzinho" que se preze, não pode terminar com um final feliz depois de todo o problema que gira em torno dos protagonistas se resolver. Mas nesse achei até que esse "problema" foi um tanto quanto "pesado": Durante uma viagem para a casa dos avós, Mia, junto com seus pais e seu irmão mais novo, sofrem um grave acidente de carro. Ela sobrevive, mas fica em coma sem nenhuma previsão de acordar.


É então que surge o ápice e trama central do filme: Enquanto Mia está inconsciente, o seu "espírito" vê tudo que está acontecendo ao seu redor, e tem que decidir se fica, e volta do coma, ou se vai para a "luz no fim do túnel".


Marcado por flashbacks que explicam e ligam todos os pontos da história até antes do acidente: A formação do novo casal, as suas brigas e planos futuros; os acontecimentos que cercam Mia e sua família; a tentativa de Mia para entrar na Julliard - uma das maiores e mais prestigiadas universidades do ramo musical...


Não, não vou dar spoilers sobre o final, se você quiser saber se ela fica ou não, como ela fica ou não, ou porque ela fica ou não, vai ter que assistir pra saber! (Sim, sou mau! :v hahahaha)

Ahhhh, esse é um daqueles filmes pra se ver ao lado de quem você ama! Eu indico isso pra se ter a experiência completa do que é o filme realmente em si.

Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Eliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

18 de março de 2015

Resenha | Procura-se um marido (Carina Rissi)

Título: Procura-se um marido
Autor: Carina Rissi
Editora: Verus
Número de páginas: 476

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. 
Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. 
Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou.
Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Sons do Brasil #10: PERNAMBUCO

E aeee, galerinhaa! Tudo trankilo com vocês?!

Aqui estou eu, Vic Lima, pra mais um episódio desse espetacular quadro da nossa coluna musical: Sons do Brasil! 

Adianto logo que hoje é um dia mais que especial pois falaremos sobre a minha amada terrinha! *___________*

Então, deixemos de conversa e vamos ao que interessa! Sem mais delongas, está no ar...



Como tava falando pra vocês, hoje vamos falar dessa terra que eu tenho maior orgulho de dizer que vim!

Localizado no centro-leste da região Nordeste, tem por limites: Paraíba, ao norte; Ceará, ao noroeste; Alagoas, ao Sudeste, Bahia, ao Sul; Piauí, ao Oeste; e o Oceano Atlântico, ao leste.

Quem me conhece, já sabe de onde eu tô falando! Mas agora com os limites ficou fácil de saber!

Estamos falando dela, "a terra dos altos coqueiros, de belezas soberbo estendal":


PERNAMBUCO!!!



Vários gêneros musicais surgiram no estado de Pernambuco ao longo dos anos, dentre eles podemos destacar o Frevo, o Manguebeat, o Maracatu, o Baião, o Xote, o Xaxado, o Coco, o Forró, a Ciranda... São muitas manifestações culturais, gente! Não é a toa que o estado é conhecido como um dos grandes representantes multiculturais do país.

E aqui no top 10, você vai poder ver de tudo um pouco também! Quer ver?!

Pra início de conversa, trouxe pra vocês ele que vem numa ascensão incrível na música pernambucana; ele que é um dos novos nomes da música do estado, e se destaca pela voz marcante junto ao forte acento sonoro de um pop bem elaborado: Romero Ferro! Ouçam "Arsenal", canção de sua autoria num feat com Zé Cafofinho, que conta com a participação especial de Jurema Fox, Mira Maya, O Conde, Victor Camarote, Cheila Gonçalves e Ni Do Badoque no clipe!


Seguindo, temos o som alternativo da banda Volver, que surgiu em 2003 na contramão do cenário que até então estava em alta no estado, que resgata a partir das ideias da Jovem Guarda, um estilo musical sessentista. A banda tem como frontman o excelentíssimo e excepcional Bruno Souto, que lançou seu primeiro álbum solo chamado "Estado de Nuvem" a 2 anos, em um projeto paralelo, e ganhou grande destaque no novo cenário musical brasileiro. A canção que escolhi trazer para vocês, chama-se "Dispenso" e faz parte do álbum "Acima da Chuva".



Por hora, temos ela, cantora, compositora e instrumentista que começou a vida artística como brincante no Maracatu Piaba de Ouro; integrou a banda Comadre Fulozinha; fez projetos paralelos em parcerias com Dj Dolores, como cantora principal e coautora; além de participações em álbuns de Siba, Mundo Livre S/A, Eddie e Cidadão Instigado... Gostou do currículo?! Essa é Isaar! Do álbum "Todo Calor", trouxe pra vocês a canção "Casa Vazia"! Venham curtir!


"Eii Vic, cadê o Reggae?!" Tá aquii, meu povo! E vem de um jovem garoto do agreste pernambucano que canta a alegria da vida, influenciado por melodias astrais, e cantarola a naruteza da poesia... Estou falando dele, Hercio Gouveia, ou simplesmente, Hercinho! A maior prova do que eu acabei de falar, está na canção "Baila Morena" que você poderá curtir abaixo! Natural de Garanhuns, Hercinho participou da primeira temporada do The Voice Brasil, e vem conquistando seu espaço na nova cena musical do país!


Trago agora pra vocês uma canção que toquei bastante quando era moleque e tinha minhas bandas de garagem: "Deixe-se Acreditar", da banda Mombojó! A banda formada na chamada geração pós-mangue, em 2001, foi um dos primeiros grupos brasileiros a disponibilizar um álbum para download gratuito na internet. A música da Mombojó flerta com ritmos diversos, como rock, bossa nova, lounge, surf music, jazz, samba e outras referências que se juntam para produzir um som melódico e único.


E agora temos ele que iniciou sua carreira artística lá em 1992, tocando rabeca e guitarra na banda Mestre Ambrósio: Siba! Cantor, compositor, instrumentista e produtor musical, Siba seguiu carreira solo após o fim do grupo em 2002, com o projeto "Siba e a Fuloresta", que unia ciranda, frevo, maracatu e cavalo-marinho. Artista versátil que não se prende a rótulos, Siba tem músicas gravadas por diversos artistas nacionais e junta apresentações em várias partes do mundo. Do álbum "Avante", ouçam, curtam e se deliciem com "Preparando O Salto"!


Com naturalidade dividida entre Bahia e Pernambuco, a cantora, compositora, percussionista, atriz e ilustradora, Karina Burh começou a desenvolver sua carreira musical fazendo participações em apresentações dos maracatus Estrela Brilhante do Recife e Piaba de Ouro. Em parceria com Isaar e mais outras musicistas, criou o grupo Comadre Fulozinha. Também integrou as bandas Eddie, Orchestra Santa Massa e Véio Mangaba. Nos últimos anos, vem trabalhando bastante e consolidando com êxito sua carreira solo. Pra vocês, "Eu Menti Pra Você"!


Há quase 25 anos fervendo seu caldeirão sonoro de punk rock, surf music, reggae, frevo e samba, a Eddie com seu balanço particular vem fundindo ritmos, criando novos ambientes e quebrando os paradigmas. Com sua música orgânica, que não segue padrões exatos, a banda pernambucana olindense é uma legítima representante da música popular urbana que se faz hoje no Brasil. Da Banda Eddie, resolvi trazer pra vocês uma versão de um dos frevos mais conhecidos: "É De Fazer Chorar", de Luis Bandeira.


Agora, trago pra vocês algo que eu considero e adjetivo como sendo extremamente e excepcionalmente MÍTICO! Vencedor do Prêmio da Música Brasileira 2009, na categoria Melhor Grupo Regional, o Fim de Feira traz nas suas composições os mais expressivos ritmos nordestinos, junto à criatividade da poesia de cordel produzida aqui no Nordeste brasileiro. Formado com a missão de homogenizar tradição com modernidade, unindo elementos do interior com a dos grandes centros, podemos encontrar com o Fim de Feira uma variação de ritmos que vai do baião ao carimbó, passando pelo coco, forró, maxixe, até chegar às referências do manguebeat. Ouçam, reouçam e deliciem-se com a explicação do termo Fim de Feira e com o medley "Coco Veloz/Tum-tum-tum".


Encerrando esse nosso top 10 (Ahhhhhhhhh :'( #TodosChoram), trago pra vocês, um cantor, compositor e percussionista, nascido em Belo Jardim, interior de Pernambuco, que começou a se interessar por música logo na sua juventude: Otto! Participante efetivo na formação das bandas Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A, começou sua carreira solo tendo inúmeras boas críticas pelo seu álbum "Samba Pra Burro". O trabalho de Otto tem em suas canções influências de música eletrônica e rap, além de frevo, samba, forró, gafieira e música romântica. Apesar de ter uma discografia sensacional, não poderia falar do Otto aqui sem a espetacular canção do álbum "Certa Manhã Acordei de Sonhos Intranquilos" (2009): "Crua"!


É isso gentee! Foi um prazer enorme apresentar e falar um pouco do enorme talento e diversidade dessa galera da minha amada terra!

Ficamos por aqui, até o próximo episódio!

Ahhhhh, se você perdeu ou quer rever algum episódio, segue a lista dos estados que já falamos por aqui... É só clicar nos nomes dos estados e você será direcionado para o respectivo top 10!

Já tivemos por aqui: CearáRoraimaMato GrossoMaranhãoAcreRio de JaneiroRondôniaPiauí e Distrito Federal!

Agora sim, até o próximo episódio, galerinha!

Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Vic Lima |  Facebook - Twitter - Soundcloud  |  Todos os posts do autor
Aspirante à aprendiz de músico. Pernambucano, Canceriano e há 21 anos fazendo e falando besteira. Aquele que entrou pela cota de "Copiloto, Sócio e Braço direito da Idealizadora do Blog".
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©