quinta-feira, 26 de março de 2015

1 filme por semana | 10/53 : Histórias Cruzadas


Este, é daquele tipo de filme em que tenho a impressão que nunca conseguirei expor tudo o que ele merece que seja dito. É o tipo de filme em que é preciso assistir e sentir cada cena. Aquele tipo que arranca lágrimas até mesmo dos menos sensíveis, afinal, não é fácil ter a pior verdade sobre nós, seres humanos, escancarada diante de nossos olhos.

"Histórias Cruzadas" é baseado no livro "A Resposta", de Kathryn Stockett, e retrata a dura vida das empregadas domésticas no estado do Mississipi. Estado esse, onde cidadãos recebiam tratamento extremamente diferenciados, de acordo com sua raça. Onde os negros exerciam atividades direcionadas apenas a servir os brancos.



Um filme com elenco em sua quase totalidade feminino, mostrando as árduas jornadas de trabalho das empregadas negras, que tinham de cuidar de todo o funcionamento da casa e, principalmente, dos filhos de seus patrões. Tal função, exigia muito de cada uma, pois tinham de cuidar, educar, dar carinho, amor e atenção, já que os verdadeiros pais não o faziam.





No entanto, o preconceito presente em Mississipi era tanto, e tão costumeiro, que mesmo as crianças que nasciam cercadas pela dedicação de suas empregadas, cresciam e seguiam o rumo dos pais biológicos: segregando, diferenciando...

O filme acerta mais uma vez, ao trazer personagens praticamente caricatos, pois dá leveza a uma história já tão pesada por si só. Consegue explorar a crueldade do ser humano, envoltos em ignorância, ódio racial e muita alienação!

Com personagens marcantes, nenhum coadjuvante perde aos protagonistas, mas Viola Davis, na pele de Aibllen Clark, transmite no olhar toda dor de uma vida inteira de maus-tratos. E encontra o ponto perfeito diante da personagem de Emma Stone: uma jovem esclarecida, com ideias e ambições distantes das vivenciadas por suas conterrâneas.



Mesmo sendo branca, Skeeter (Stone) vê além de seus olhos, incomoda-se com a comodidade e vai em busca de mudanças. Para começar, surge a ideia de colher depoimentos das empregadas sobre suas vidas e publicá-las em um livro.

Foi dessa forma que nasceu o original "A resposta", e dessa forma que o maravilhoso "Histórias Cruzadas" acontece, através dos relatos sofridos e verdadeiros, destas empregadas cansadas da realidade e ambiente em que estão inseridas.

"Não importa a cor do cabelo, o estilo das roupas, muito menos a cor da pele. Nada disso define caráter."

Um filme questionador, reflexivo, intenso, o qual eu recomendo muito!!!

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©