segunda-feira, 2 de março de 2015

Resenha | Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo (Carina Rissi)

Sinopse: Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam. Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke. Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos... “Perdida” é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.



                                                               Editora Verus | Páginas: 365


Li “Perdida” e fiquei maravilhada. Mais que isso: eu é quem fiquei me sentindo perdida. Sabe aquele livro que você quer ler mil vezes? É esse! Mais ainda, sabe aquele livro que você quer que sua filha leia, sua neta leia, sua bisneta leia... um clássico que seja uma tradição de família? “Perdida” está nessa minha lista pessoal. O que eu desejo para essa obra é que ela ultrapasse o tempo e emocione, alegre e deslumbre muitas muitas e muitas pessoas por muitos muitos e muitos séculos.



Um texto muito bem escrito que tem como maior característica o poder de não fazer você parar de ler. Sabe aquela coisa de você devorar o livro? Pois bem, nesse caso, o livro é quem te devora. É uma mistura de euforia, alegria, interesse, conquista e muita emoção. Risos e lágrimas fazem parte e, muitas vezes, se confundem. Não tem como não se envolver por todos os personagens da história. Não há como não se apaixonar pelo casal principal. É uma torcida que chega a fazer suar, fazer cara feia, dar muitas gargalhadas, abrir os mais belos e sinceros sorrisos, derramar as mais genuínas lágrimas, sentir aquela dor no coração e ter reações como se aquela fosse a sua própria história. É isso aí mesmo! A gente torce tanto porque parece que fazemos parte da história.



Aprendi com esse livro que o mundo muda, os valores mudam, as pessoas mudam, mas amor é um sentimento com o mesmo significado sempre. Entendi que realmente vivemos com coisas tão supérfluas e que a colocamos como as coisas essenciais da vida. Compreendi que amor e paixão devem mesmo andar juntos. Paixão sem amor não dura muito. Amor sem paixão sobrevive normalmente, mas os dois juntos formam uma dupla capaz de mudar vidas. E, por último, confirmei que amizades sobrevivem SEMPRE independentes de tempo ou distância. E essas lições só foram possíveis, acredito eu, porque eu tenho muito (mas muito mesmo) da Sofia.



Vou guardar esse livro para sempre no meu coração. Eu sempre fui uma viciada em livros. Desde...sempre! Quando criança, antes de aprender a ler, via as figuras e inventava a história da minha cabeça mesmo. Por conta disso, tenho um pequeno acervo de livros preferidos. “Perdida” agora faz parte dele.


Outro ponto que gostaria muito de ressaltar é o orgulho de ser uma escritora brasileira. Com certeza poucas pessoas deram tanta importância para o livro por conta disso. Lê-lo só me fez ter mais certeza que a Literatura Brasileira não está perdida. Há muitos livros bons escritos por brasileiros, provando que os tempos mudaram, que não existem mais Machado de Assis, José de Alencar, Lima Barreto, Carlos Drummond de Andrade, Oswald de Andrade, Graciliano Ramos ou Jorge Amado, mas que as grandes histórias ainda podem ser escritas aqui no nosso próprio país.

O que tenho a dizer para vocês é: LEIAM! Tenho certeza que será amor a primeira vista por Sofia e, principalmente, Ian. Vocês não vão se arrepender!!!

À autora Carina Rissi quero deixar o meu muito obrigada por essa história linda e mágica! Antes de escrever procurei algum palavra melhor que obrigada, mas não encontrei. Talvez servisse "valeu" como a Sofia tanto diz, mas o significado seria o mesmo no final hahahaha. 

Se a intenção dela era fazer uma pessoa que fosse feliz com seu livro... Parabéns! Ela atingiu seu objetivo com louvor, porque "Perdida" me fez muito feliz!!!


Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Natalia Menezes |  Twitter  |  Todos os posts do autor
Amante de futebol, música, filmes e livros, sempre foi apaixonada por histórias, seja lá de qual maneira forem contadas. Ama tanto lidar com o abecedário em forma de frases e parágrafos, que acabou se formando em Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©