quarta-feira, 1 de abril de 2015

Encontro com Carina Rissi - Rio de Janeiro (Lançamento "No mundo da Luna")



Ela entrou na minha vida por causa da Bienal de 2013, a última que aconteceu na cidade do Rio de Janeiro (já que ano passado ocorreu em São Paulo), porque uma amiga queria o autógrafo dela. Comprei "Perdida" e me apaixonei. De lá para cá foram 4 encontros, todos os livros autografados, 3 resenhas ( aquiaqui e aqui!) (o livro novo ganhará uma logo, logo e vocês poderão curtir aqui no blog) e a satisfação de ser reconhecida por minha autora nacional favorita. 

No sábado passado fui na sessão de autógrafos da autora Carina Rissi, no Rio de Janeiro, evento que divulga o lançamento de seu lançamento "No Mundo da Luna". Foi mais um encontro único, daqueles de guardar na memória para sempre. Aliás, sempre é. Lembro exatamente todos com detalhes. Rissi é uma autora singular. Primeiro porque tem livros criativos, gostosos e fáceis de ler, envolventes, apaixonantes, conquistadores, divertidos e comuns a qualquer pessoa, de várias idades. Segundo porque ela é cativante, educada, carinhosa, atenciosa, respeita seus leitores e fãs de uma maneira que só a faz ter mais e mais admiradores. Quem a conhece, mesmo sem ainda ter lido seus livros, quer lê-los. Quem a conhece já tendo lido, vira leitor cativo. E olha que ela é de uma grande editora, cheia de regras e, mesmo assim, se recusa a deixar de assinar um livro ou estender um pouquinho a conversa para tirar as dúvidas que surgem. 

Num mundo onde publicar livro não é mais questão de talento, e sim de status e onde é muito comum ver escritores muito (muito mesmo) menos conhecidos virando a cara para fãs e fazendo tipo, essa mulher merece ter todos os chapéus tirados. 

Contando o encontro em si, quero primeiro dizer que foi incrível que ela me reconheceu. Quando ela olhou para mim disse: "eu conheço você. Queria tanto lembrar o seu nome. Eu conheço você sim". Eu não resisti essa fofura e respondi: "Tatá" (um dos muitos apelidos que a pessoa que escreve para vocês tem e que é a forma como a Carina conhece). Ela, fofíssima, responde: "Tatá Menezes, não é? Eu conheço você mesmo". Não aguentei. 

Parece bobeira para quem não está no nosso mundo cultural, mas quem tem um super autor favoritíssimo vai entender a minha emoção. Respondi que o nome era esse mesmo e aí foi a hora do abraço apertado. Entreguei um presente que tinha levado para ela e falei do nosso blog "Epifania", entregando um marcador de página para mostrar quem somos (vocês também poderão ver em breve como é o marcador). Mais uma vez ela, maravilhosa, surpreende e diz: "eu conheço. Visitei quando você colocou o link das suas resenhas no facebook". 

Essa é a Carina Rissi, gente! Ela é exatamente esse amor em forma de pessoa. Infelizmente, meu tempo com ela acabou, mas ficou a certeza que na Bienal 2015 tem mais encontro, mais livro, mais autógrafo, mais abraço apertado e mais dessa oportunidade de estar perto de uma inspiração para mim! Fica aqui a minha dica (na verdade pedido) que leiam Carina Rissi. Deem essa chance para a nossa literatura contemporânea e venham se divertir e emocionar com histórias que não perdem nada para essas que tanto glorificamos e são estrangeiras. 

Para a minha Jane Austen (é a forma como me refiro a Rissi)fica o meu mais sincero agradecimento pelo carinho, respeito, história de vida e livros mágicos. 

Vem Bienal! Vem Setembro! Vem Ian (esse último só vai entender que já leu)!


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sobre o Autor:
Liza AlvernazNatalia Menezes |  Twitter  |  Todos os posts do autor
Amante de futebol, música, filmes e livros, sempre foi apaixonada por histórias, seja lá de qual maneira forem contadas. Ama tanto lidar com o abecedário em forma de frases e parágrafos, que acabou se formando em Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©