sexta-feira, 10 de abril de 2015

Resenha | Festa No Covil (Juan Pablo Villalobos)

"Festa no Covil" - Autor: Juan Pablo Villalobos - Editora: Companhia das Letras - Páginas: 96

Sinopse: O romance de estreia de Juan Pablo Villalobos é surpreendente em muitos sentidos. Breve e incisivo ao revelar a face mais violenta da realidade (não apenas)mexicana sob uma ótica insólita, entra no cânone da narcoliteratura sem ceder aos tiques próprios do subgênero. Em 'Festa no Covil', a vida íntima de um poderoso chefe do narcotráfico , Yolcault, ou "El Rey" é narrada pelo filho. Garoto de idade indefinida, curioso e inteligente, o pequeno herói, que vive trancado num "palácio" sem saber a verdade sobre o pai, reconta sem filtros morais o que presencia ou conhece pela boca dos empregados ou pela tevê. Seu passatempo é investigar secretamente os mistérios que entrevê, colecionar chapéus e palavras difíceis e pesquisar sobre samurais, reis da França e animais em extinção, sempre com o auxílio de seu preceptor, um escritor fracassado egresso da esquerda.

Dar um breve mergulho nesta história, é conhecer de forma leve a humanidade no mundo do crime!

Nada poderá descrever mais este livro, do que usar as palavras que muitos andam usando: Trata-se de um Alice no País das Maravilhas em versão de pesadelo. A diferença, é que Tochtli não mergulha em um mundo diferente! Ele vive este mundo por toda sua vida!

Tochtli, é o reizinho do narcotráfico mexicano. Conhecemos sua solidão, através de sua descrição do mundo violento e luxuoso a sua volta.

Obcecado por hipopótamos anões da Libéria, franceses e sua mania de cortarem as cabeças, orifícios que definem se alguém continuará pessoa ou se transformará em cadáver, sabres, samurais e alfaces... esse é o mundo do pequeno menino, filho do grande “El Rey”. Um mundo estranho e diferente que desperta um sentimento inesperado em nós leitores. Anestesiados! É assim que nos sentimos. Da mesma forma que Tochtli narra os fatos mais bizarros e cruéis, de uma forma tão simples, nós recebemos dessa mesma forma.

Um livro que fala sobre solidão, vida, morte, inocência, crime, crueldade... o que somos, e o que devemos ser!

O mundo de Tochtli é resumido através das cinco palavras difíceis que ele vive dizendo: nefasto, pulcro, patético, fulminante e sórdido! E percebemos como sua vida, nada mais é do que um treinamento contra a sensibilidade humana! Um atentado à inocência e à infância!

Trata-se de uma literatura que fala do que realmente vivemos! Um desafio para os olhos que preferem se manter fechados! Conhecer Tochtli, foi como conhecer as milhares de pessoas que acordam todos os dias, enxergando o mundo em tons de cinza! Onde os sonhos não cabem em suas vidas!!!

"Os fracos são reconhecidos pelo movimento. Os fortes, pela imobilidade." (p.12)

Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Pit Larah |  Facebook - FanPage - Projeto  |   Todos os posts do autor
Autora do livro "Tribo do Amor", estudante de Pedagogia, dona da fanpage "Da tribo do amor" e idealizadora do projeto "Clube Literário Palavras ao Vento". Valenciana de coração, hiperativa por natureza, viciada em livros e séries, exageradamente intensa, um verdadeiro desajuste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©