quinta-feira, 28 de maio de 2015

1 filme por semana | 16/53 (O Fabuloso destino de Amélie Poulain)


Olá! Tudo bem com vocês?
Como já foi explicado aqui, agora a coluna "1 filme por semana" é acoplada ao "Desafio dos filmes que encontramos na internet e ainda não temos certeza quanto ao autor (se alguém souber, avise a gente, por favor!)

O tema dessa semana é
 "Reveja um filme que marcou sua adolescência!". O tema da semana é da Pit Larah e vamos conhecer a escolha dela! :) 

"Os tempos são difíceis para os sonhadores!"


O Fabuloso Destino de Amélie Poulain é uma comédia romântica dirigida por Jean Pierre Jeunet e estrelado por Audrey Tautou como Amélie (na fase adulta).

O filme começa mostrando a infância de Amélie. Filha de um pai introspectivo e uma mãe nervosa, a menina sempre fora dotada de uma imaginação fantástica e a habilidade de fugir para seu próprio mundo. 
Sempre apaixonada pelos pequenos prazeres e admiradora dos pequenos detalhes, Amélie cresceu consciente de sua essência revelada por seu olhar tão intenso sobre as coisas sutis da vida. 

E ela se contenta em ser apenas uma observadora do mundo e de suas delicadezas até que um dia, vendo a reportagem da morte da princesa Diana, ela deixa a tampa do perfume cair, rolando pelo chão, batendo em um rodapé que revela um tesouro escondido por um menino há 40 anos. Composta por objetos repletos de lembrança, Amélie resolve ir atrás do dono da caixa. 

Enfim, ela encontra Dominique Bretodeau, dono do tesouro. Ao ver sua emoção, ela decide ajudar outras pessoas secretamente através de planos simples, mas transformadores. 

Aos poucos, conhecemos o “Homem de Vidro”, Madeline, o quitandeiro, Luciano... todos personagens comuns que compõem essa trama tão incrível! 

Amélie se apaixona por Nino e percebe que o rapaz também é um observador do mundo! E apesar de resolver a confusão da vida dos outros, falta na garota, coragem para resolver as armadilhas do seu coração.
Assim, Amélie decide traçar vários planos para se conectar com Nino, mas sem deixar que ele a conheça. 

O filme é cheio de cenas significativas e emocionantes, porém não espere grandes revelações, dramas intensos e personagens fortes. A emoção é exatamente porque percebemos as coisas simples da vida, a bondade que nos coloca em harmonia com o mundo e com nós mesmos. 

Com uma fotografia linda, esse enredo encantador e atores incríveis, foi indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2002. 

Por que escolhi esse filme?

Eu precisava falar de um filme que marcou minha adolescência. Eu poderia trazer vários que não possuem nenhum significado além da lembrança de quem um dia fui, mas quis trazer um que me acompanha desde meus 17 anos e ainda desperta o meu melhor, a fé me mim mesma e a força para continuar mantendo o foco nas coisas que amo, mesmo que o mundo inteiro me julgue por tola!

Sua trilha sonora é minha companheira desde então. 

Estou sempre com “La Valse d`amélie”, de Yann Tiersen, por perto. No carro, no celular, no notebook enquanto trabalho, é uma música que está sempre fazendo parte da minha vida, seja em qual fase for pela qual estou passando.

Na época em que assisti pela primeira vez, o filme foi revelador e transformador, porque eu me sentia como a Amélie. 

Sempre usando essa habilidade de se recolher em seu universo particular, apaixonada pela observação do mundo, pelos pequenos prazeres que revelam nossa essência, usando explicações improváveis e imaginando histórias extraordinárias para tudo de simples que a vida nos oferece! 

Um filme sensível, delicado e lindo! Um dos melhores da minha vida e que revela muito de quem sou!

"A angústia do tempo que passa, faz falar tanto do tempo que faz!"

" Madeline: — Acredita em milagres? 
Amélie: — Hoje não!"

"A vida é somente um ensaio interminável de um espetáculo que nunca será representado!"

"Você não tem ossos de vidro, pode suportar a vida!"


Sobre o Autor: 
Liza AlvernazPit Larah |  Facebook - FanPage - Projeto  |   Todos os posts do autor
Autora do livro "Tribo do Amor", estudante de Pedagogia, dona da fanpage "Da tribo do amor" e idealizadora do projeto "Clube Literário Palavras ao Vento". Valenciana de coração, hiperativa por natureza, viciada em livros e séries, exageradamente intensa, um verdadeiro desajuste!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©