sexta-feira, 15 de maio de 2015

Desafio Literário #2 | 03/03 - Resenha | O Perfume (Patrick Süskind)


"O Perfume" - Autor: Patrick Süskind - Editora: Record- Páginas: 219

Sinopse: O Perfume - França, século XVIII. O recém-nascido Jean-Baptiste Grenouille é abandonado pela mãe junto a restos de peixes em um mercado parisiense. Rejeitado também pela natureza, que lhe negou o direito de exalar o cheiro característico dos seres humanos, pelas amas-de-leite e por instituições religiosas, o menino Grenouille cresce sobrevivendo ao repúdio, a acidentes e doenças. Ainda jovem descobre ser dotado de imensa sensibilidade olfativa e parte em busca da essência perfeita, do perfume que lhe falta para seduzir e dominar qualquer pessoa. Nessa busca obsessiva, ele usurpa a essência dos corpos de suas vítimas.


Meu desafio parecia ser simples. Encontrar um livro que tenha sido lançado no ano do meu nascimento. Como não fazia a melhor ideia de qual livro poderia ler, pedi uma ajuda a minha desafiante. E ela me indica O Perfume.
O livro foi lançado em 1985 e é do autor Patrick Süskind.
Jean-Baptiste Grenouille é dono de um olfato apuradíssimo e de uma memória olfativa espetacular. Ele é capaz de memorizar os milhares de cheiros e fedores que conhece por toda a sua vida. Porém, Grenouille não possui cheiro algum.
Assim que nasce, é jogado entre os restos de peixe que sua mãe limpava. Mas resiste e grita tão alto que as pessoas o encontram e sua mãe, acusada de tentativa de infanticídio, é condenada à morte em praça pública.
Conhecemos toda a trajetória de Grenouille e como foi abandonado em toda sua vida. Até que ele pensa que para ser aceito e amado, precisa encontrar seu próprio cheiro. E é aí que a loucura começa!
Há os que digam que a loucura começa na primeira página do livro. Mas defendo um outro ponto de vista. Apesar de amar descrições detalhadas e de me sentir dentro daquela França mal cheirosa do século XVIII, graças à genialidade do autor e de sua capacidade incrível de dançar com as palavras de uma forma encantadora, este livro me cansou completamente! Nada acontece até 70% do livro. Entramos nessa viagem pela vida de um assassino doente e nos frustramos, porque a riqueza de detalhes do que (e de quem) está à volta de Grenouille, muitas das vezes dava muita vontade de desistir da leitura.
Uma das características que mais me incomodam em uma leitura, é quando me sinto enrolada pelo autor e em certos momentos isso me irritou nesse livro.
Mas tenho certeza que trata-se de uma leitura necessária para os amantes da literatura e com certeza depois de concluída, percebemos que valeu a pena insistir.
Ainda bem que persisti (já que eu precisava mesmo persistir para cumprir o desafio), porque o final é realmente incrível!
O livro é muito bem escrito, de uma qualidade ímpar e uma história muito interessante, mas não se mostrou envolvente nesses 70%. O que está por trás dessa história e a simbologia que ela esconde, isso sim, é fascinante!
Percebemos que o assassino, carente de laços em seu mundo externo, procura isolar-se em um lugar mais seguro onde não se sinta renegado e esse lugar é dentro de si mesmo. Entendemos como os sentidos são nossa conexão com o mundo e no caso de Grenouille, era o olfato que o conectava com o universo. E se o cheiro é uma forma de reprisarmos nossas lembranças e mantermos viva a chama de nossa memória, ele percebe que sua estadia no mundo não tem significado nenhum, porque ele não possui a marca que o faria singular e inesquecível. Sua busca por um aroma, trata de sua busca por si mesmo. Como nunca teve uma família e um eixo, ele precisa procurar sua essência.
Arriscando-me entrar em uma área pouco conhecida por mim, atrevo-me a dizer que seu espírito assassino nasceu com a culpa que carrega pela morte de sua mãe. Ali, nasce um assassino em seu subconsciente e essa culpa é alimentada pelos sucessivos abandonos, que logo se transforma em obsessão.
Enfim, uma leitura cansativa, porém rica! Com um desenrolar denso e um final genial!


Sobre o Autor: 
Liza AlvernazPit Larah |  Facebook - FanPage - Projeto  |   Todos os posts do autor
Autora do livro "Tribo do Amor", estudante de Pedagogia, dona da fanpage "Da tribo do amor" e idealizadora do projeto "Clube Literário Palavras ao Vento". Valenciana de coração, hiperativa por natureza, viciada em livros e séries, exageradamente intensa, um verdadeiro desajuste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©