sexta-feira, 22 de maio de 2015

Resenha | Sombras do medo (Camila Pelegrini)


"Sombras do Medo" - Autor: Camila Pelegrini - Editora:Garcia Edizioni - Páginas: 200


Oi pessoal! Quero contar para vocês o que achei dessa distopia! E confesso que me surpreendi! 
Inicialmente tive um pouco de medo de me decepcionar, já que amo tanto Laranja Mecânica e Admirável Mundo Novo. 
Mas logo, percebemos que a proposta de Camila Pelegrini, é bem diferente!
O livro já te prende de cara e nos damos conta de que não precisaremos comparar a obra com os dois clássicos incríveis citados acima (ufa! Que alívio!) 
A linguagem, a história e a narrativa formam um livro muito mais doce e delicado, mas não menos reflexivo! 
Camila Pelegrini entra no universo literário com o pé direito! O livro Sombras do Medo, é uma história interessante e gostosa! 

“— Os instrumentos usados para subjugar alguém são encarados de forma distinta por aqueles que dominam e por quem é dominado. As muralhas são só a confirmação, a concretude de algo muito maior: o desprezo que o homem sente por sua própria espécie, por outras e pelo planeta em si." (p.37)

E se o mundo fosse dividido entre os que trabalham para sobreviver e os que ganham poder e riqueza em cima do trabalho dos outros? Qualquer semelhança com a realidade, não é mera coincidência!
O livro Sombras do Medo, traz uma proposta diferente! Uma distopia, que ultrapassou minhas expectativas. Esperei encontrar um livro recheado de críticas sociais, como costumamos ver normalmente, porém a autora ousa e mistura crítica social com fantasia, e o casamento funciona muito bem!
Trata-se de um tempo onde os recursos naturais do nosso planeta, estão escassos! A humanidade foi dividida em ordinários e singulares.
Aos ordinários resta o dever de trabalhar para que os singulares usufruam.
Uma muralha separa as duas classes.
Anabele, é uma ordinária que tenta manter a esperança! Vive com sua mãe, Amanda. Flerta com Henry enquanto o melhor amigo Vincent, fica louco de ciúmes! 
Tudo começa a piorar, depois que ordinários começam a desaparecer e o caos em que o planeta se encontra, parece aumentar a cada dia!
Criaturas desconhecidas, começam a dominar o mundo e aos humanos, restam poucas chances de sobrevivência!
A narrativa do livro é muito envolvente e a autora consegue manter nosso ritmo de leitura!
Através de uma linguagem leve e fluida, somos atraídos pela história desde a primeira página!
As investidas de Henry, são deliciosas! A mocinha é forte mesmo com toda a sua doçura! Ironia e sarcasmo compõem o flerte!

“Uma menina bonita me salvou e agora é com ela que pretendo passar o resto da minha vida, seja ela somente o restante dessa noite ou todos os anos que estão pela frente.” (p.159)

A reflexão que o livro promove é bastante significativa. Se pudermos olhar tudo o que nos é apresentado e retirarmos toda a ficção, observamos que nossa sociedade não está diferente do que aquela que conhecemos em Sombras do Medo!
A humanidade não consegue conviver com as diferenças e enxergar o outro com direito de igualdade! Os ricos ficam cada vez mais ricos e detentores do poder, enquanto pobres trabalham para garantir seu sustento e se mantém como dominados!
O egoísmo e a insensibilidade crescem a cada dia e o mundo parece estar afundando em escuridão!
A maldade ganha força e é alimentada todos os dias, pelos que a promove e pelos que se calam!
E assim, a aventura nesse mundo ficcional coloca em evidência preconceitos velados e valores que são esquecidos cada dia mais facilmente!
Então, se joga na leitura e não precisa achar que está traindo as distopias clássicas! Permita-se conhecer Sombras do Medo e deguste de uma leitura deliciosa!!!

 “Os humanos são assim, sempre haviam sido assim desde o início, bem sabiam eles. E isso era o que os tornava tão especiais e ao mesmo tempo tão perigosos.
Eram capazes de construir igrejas do diabo e não sustentá-las por terem tamanha fé em Deus, ao mesmo tempo em que podiam fazer o inverso.
Tinham em si todos os sentimentos do mundo, conflitantes ou não, e eram capazes de alimentar todos eles, fazendo-os crescer, tornando-os impossivelmente somente bons ou maus.” (p.155)


Sobre o Autor: 
Liza AlvernazPit Larah |  Facebook - FanPage - Projeto
Autora do livro "Tribo do Amor", estudante de Pedagogia, dona da fanpage "Da tribo do amor" e idealizadora do projeto "Clube Literário Palavras ao Vento". Valenciana de coração, hiperativa por natureza, viciada em livros e séries, exageradamente intensa, um verdadeiro desajuste!

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Oiii! Que honra ter superado suas expectativas! Fico imensamente feliz e grata pela resenha! Amei, fez minha noite feliz *--*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora eu que estou louca pra ler, Camila! Vou pegar com a Pit logo, logo! :D Obrigada, mais uma vez, pela parceria! <3

      Excluir
  2. haha que responsabilidade! haha espero que goste e eu que agradeço sempre :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei mesmo, Camila! Parabéns!!! E obrigada pela parceria!!! ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©