terça-feira, 23 de junho de 2015

Sons do Brasil #16: Pará

Salve, salve galerinha! Tudo bem com vocês?!

Na coluna musical dessa semana, temos a volta de mais um episódio do nosso já conhecido quadro...



Bem, desembarcamos dessa vez na região norte do país. O nosso estado tem a segunda maior área dentre todas as unidades federativas, no que se trata a questão território. Seus limites são com o estado do Amapá ao norte, Roraima a noroeste, Amazonas a oeste, Mato Grosso ao sul, Tocantins a sudeste, Maranhão ao leste; além do Suriname e da Guiana ao extremo norte.

Sabe de quem estamos falando?!

Pois bem! O estado dessa semana é o...

PARÁ!!!

Quando nos referimos à música, podemos ter certeza de que o Pará tem um destaque expressivo... Justamente pela diversidade de estilos, ritmos e pegadas que a música paraense possui!

Dentre os estilos mais conhecidos na região, podemos destacar o Carimbó, o Brega e o Tecnobrega, a Guitarrada, o Lundu, o Siriá, e a Lambada! Porém, como sempre, aqui no Sons veremos de tudo, e mostraremos o quão rica é a música do Pará!

Pra início, trago para vocês um destaque do sertanejo universitário da região! O estilo que está em alta em todo o país, aqui no caso ganha um tempero especial: São poucas as mulheres que sozinhas representam-no. Dá pra contar nos dedos, acredito eu! Com o seu mais novo hit, lançado no início deste ano, chamado “7 dias, 7 noites”, Helena Reis!



Já que estamos numa pegada sertaneja e temos por ali o country como sua principal influência, vamos então para uma pegada mais folk/country! Apenas acompanhado do seu violão, Elder Effe consegue imprimir o que há de melhor numa temática sensacional! Ouça “As crônicas do bandido”!



E que tal curtir uma pegada indie/rock agora?! Para representar, e muito bem por sinal, trago a galera da banda Fragor! A canção “De Olhos Fechados” além de seguir o estilo que a banda se propõe, também traz características de post-punk muito fortes! Cês precisam ouviir!



Por hora, trago um som mais cadenciado e com uma poesia sensacional! “Luz d’aurora”, canção de autoria de Alexandra Senna, é interpretada pela própria num feat com o artista do norte, Célio Cruz! A canção faz parte do álbum “Quinta Cultural Comemora os 60 Anos do Banco da Amazônia”, e reuniu diversos artistas regionais em seu ‘plantel’, o que acabou trazendo mais característica peculiar para ele!



Como representante mais regional e com uma fidelidade maior ao Carimbó, e ao Retumbão e ao Mazurca (estilos que não citei lá na introdução), trago para vocês o som da banda Árvore Ar! Numa homenagem ao São Benedito, padroeiro da Marujada de Bragança, eles cantam “Lembrança de Bragança”!



“E quanto ao rock, Vic?! Não tem nenhum representante não?!” Óbvio que tem, pessoal! E para representar, e à altura por sinal, trago a banda Destruidores de Tóquio, com a canção “Querendo Meu Mal”, que faz parte do álbum “O Avesso e o avesso” (2011). Com pitadas psicodélicas em seu vídeo clipe, tenho certeza que quem é adepto do estilo vai curtir muitoo!



E numa pegada mais alternativa, por hora trago o som da galera da banda 16 bits! “Esculhambação”, single que escolhi deles, faz parte do álbum homônimo (2011). Para aqueles que não sabem o que significa o termo esculhambação, por ser um termo mais regional, não se preocupem... Eu e o tio Aurélio traduzimos para você: “Esculhambação = Bagunça”! kkkkkkkk’ Vem curtiir essa música sensacional!



E para aqueles que são “preconceituosos” e acham que o heavy metal é só ‘esculhambação’ (sim, não resisti e fiz referência a apresentação anterior!), vocês estão muito enganados! Como prova disso, trago para vocês o som de uma banda já conhecida no meio musical, por ter passagens pelo programa Altas Horas e pelo Estúdio Showlivre: Madame Saatan! Digam-me se estou errado após ouvirem “Moira”!



E encerrando nosso post de hoje, trago o sucesso estrondoso de décadas atrás: “Chorando Se Foi”! A banda Kaoma que fez um enorme sucesso junto com diversos nomes como Beto Barbosa na época de ouro da lambada, não poderia faltar aqui não é mesmo?! Então afasta a cadeira aii, e pode começar a se balançar, porque “CHOOOOOOORANDO SE FOI, QUEM UM DIA SÓ TE FEZ CHORAR”(8)



É isso, meu povoo! Ficamos por aquii!

Até semana que vem, com mais um Sons do Brasil! o/

Sobre o Autor:
Liza Alvernaz | Vic Lima |  Facebook - Twitter - Soundcloud  |  Todos os posts do autor
Aspirante à aprendiz de músico. Pernambucano, Canceriano e há 21 anos fazendo e falando besteira. Aquele que entrou pela cota de "Copiloto, Sócio e Braço direito da Idealizadora do Blog".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©