quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Oz – Mágico e Poderoso - Especial Infantil



Imagino que todos que são apaixonados por O Mágico de Oz, tiveram a mesma reação que eu, quando descobriram que a Disney traria a terra de Oz para as telas com os recursos tecnológicos que temos hoje. Mais surtos psicóticos quando descobrimos que não seria um remake, mas a história antes da história. Por fim, a ansiedade tomou conta quando ouviu-se falar que, Oz – Mágico e Poderoso, seria um filme que contaria a história de Oscar Diggs, um mágico farsante do Kansas, que após fugir de um circo, cai na Terra de Oz e mal sabia que se transformaria em O Mágico de Oz.




Porém, o que parecia que seria um estrondoso sucesso, falhou. Com um orçamento trilionário, trazendo um preto e branco lindo no início, contrastando com um 3D maravilhoso e um espetáculo de cores, o filme deve ter tirado o sono de muitos fãs do filme original, ou do livro. Mas tudo isso, não funcionou. A crítica alega que o filme não envolveu o espectador, que o roteiro era superficial e as apelações visuais foram exageradas! Dirigido por Sam Raimi, no geral, o filme foi uma decepção!!!
Não para mim, mas primeiro, vamos ao resumo.
Quando chega em Oz, Oscar é recepcionado por uma Bruxa boa que o conta sobre a profecia que dizia que um mágico cairia do céu e governaria Oz, livrando as terras das garras de uma terrível bruxa.
O trapaceiro sustenta a mentira de que é um mágico, e usa seu charme para seduzir a linda bruxa. 





Para assumir o trono, Oscar precisa matar a terrível bruxa má. E pensando na quantidade de ouro que ele será dono, com a ajuda macaco alado que ele salva a vida pelo caminho, o falso mágico parte para cumprir seu objetivo. 

Quando encontra a Cidade de Porcelana, Oscar se comove com uma bonequinha toda quebrada e que perdeu seus pais quando a bruxa má destruiu sua cidade.
Ao encontrar a tal bruxa, Oscar tem uma surpresa e a partir de agora, não posso mais contar o que acontece para não entregar as surpresas e reviravoltas do filme.
É inegável que a fotografia do filme é fascinante! A história também é muito linda, pois nos mostra que todos temos o bem e o mal dentro de nós. Algumas pessoas, se rendem ao mal que nos habita, porque optar pelo bem, é uma luta árdua! Todos queremos ser grandiosos e com isso, às vezes perdemos o essencial da vida, a simplicidade! Uma outra mensagem linda que o filme nos passa, é de que a grande magia da vida é o conhecimento! Oscar Diggs pensava ser um fracassado, mas seu acúmulo de conhecimento era capaz de transformar tanto Oz quanto sua vida! E assim como O Mágico de Oz, este filme nos mostra que não sabemos o poder que temos, até que precisamos usá-lo! 
O que pode ter prejudicado a aceitação do filme, era a expectativa de que veríamos um filme repleto de lindas mensagens, banhado por uma tecnologia ultra moderna, e ainda assim, com aquela pitada de infantilidade. Um mergulho no mundo infantil que nos lembraria da magia da infância, o despertar da nossa ludicidade, assim como em O Mágico de Oz.




Oz – Mágico e Poderoso, está bem longe disso! Ele nos mostra os monstros que habitam o mundo dos adultos! O apelo tecnológico anda junto com a grandiosidade que Oscar tanto almejava esquecendo da simplicidade. Será que o Diretor fez isso propositalmente? Será que Sam Raimi, percebeu que foi um Oscar Diggs, que pensando em trilhões e tentando construir um filme grandioso, não percebeu que, o que queríamos era aquela simplicidade que vemos naquele filme inesquecível de 1939?

Apesar de tudo, apesar de também querer mergulhar de novo no mundo de Oz, mas me sentir nadando em águas rasas, posso dizer que amei o filme! Poderia ser mais intenso, poderia ser mais marcante, com atores mais expressivos e uma história mais impressionante, mas ainda foi um resgaste! Foi um boa história contada de uma boa maneira. E para quem é apaixonado por O Mágico de Oz, foi uma forma de matar a saudade dessa terra que vivemos buscando com nossos caminhos de tijolos amarelos. 


_____________________________________________________________________________________________
Sobre o Autor: 
Liza AlvernazPit Larah |  Facebook - FanPage - Projeto
Autora do livro "Tribo do Amor", estudante de Pedagogia, dona da fanpage "Da tribo do amor" e idealizadora do projeto "Clube Literário Palavras ao Vento". Valenciana de coração, hiperativa por natureza, viciada em livros e séries, exageradamente intensa, um verdadeiro desajuste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©