sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Peter Pan - Desenho Disney - Especial Infantil



Sinopse: Londres. Peter Pan (Bobby Driscoll), o garoto que se recusa a crescer, espreita a casa dos Darling, pois Wendy (Kathryn Beaumont), a mais velha dos filhos do casal Darling, crê que ele exista e já convenceu seus irmãos, João (Paul Collins) e Miguel (Tommy Luske). Wendy tem certeza disto, pois Peter Pan perdeu sua sombra. Aproveitando a ausência dos pais de Wendy, ele vai até a casa dela. Após recuperar sua sombra, Peter Pan ensina a Wendy, João e Miguel o que devem fazer para voar: pensar em algo bom e usar um pó mágico, que uma pequena fada, Sininho, joga sobre eles. Peter leva as três crianças para um passeio na Terra do Nunca, uma ilha encantada que é o lar de Peter, Sininho, os Garotos Perdidos e um maquiavélico pirata, o Capitão Gancho (Hans Conried), que jurou se vingar de Peter. Gancho perdeu uma de suas mãos em um duelo com Peter Pan, com ela tendo sido comida por um crocodilo que agora segue sempre o navio do Capitão Gancho, pois quer comer o resto. Tudo realmente se complica quando Sininho fica com muito ciúme de Wendy e quer prejudicá-la.


Eu tinha visto o desenho de Peter Pan faz tanto tempo, que só lembrava mesmo do Peter e da Sininho. Foi bom rever e lembrar minha infância. Foi bom também ver como a Disney cresceu com o tempo e, hoje em dia, os filmes só melhoram, inclusive os que mostram os clássicos.


Peter Pan é um grande clássico infantil. E só de ter um filme que mostre para mais pessoas essa história, já é válida. É claro que, como tudo que a Disney produz em desenho, romantiza demais a história, mesmo assim não perde completamente sua essência, podendo ter uma noção clara da história de Barrie.

No desenho, senti os pais das crianças diferentes. Parecem mais tranquilos (se essa for a melhor palavra) do que no filme e achei também a presença da cadela/babá Naná menos presente. Isso de alguma forma deixa de mostrar a importância dessa família para história. Os acontecimentos também são mais breves. Claro, o visual é diferente da escrita. Eu sei! Eu sei! Mas, por exemplo, o início do filme já é a ida de Peter na casa da família Darling atrás de sua sombra.

Outro fator muito diferente foram os personagens Peter, que no filme não parece tão prepotente, o que é de se esperar já que é um filme da Disney e sempre passa alguma lição, e o Gancho, que no filme é completamente mau, apesar de ter um lado cômico, que também acredito que a Disney tenha colocado para chamar mais atenção da história. Até o crocodilo que quer comer o Capitão Gancho no filme parece um tanto "pastelão".

Os personagens que se mantiveram bem próximos foram os irmãos Miguel, João e Wendy. Dentro do esperado numa adaptação, eles ficaram bem próximos. E o Miguel do filme dá vontade de apertar!
Sininho foi outra personagem bem próxima do livro. Ela continuou a fadinha que ama o Peter, morre de ciúmes de Wendy, que tem seu lado bom e seu lado ruim. No livro eu imagino pior, mas mesmo assim ainda acho que não se distanciou muito do texto original.

As aventuras vividas na Terra do Nunca e os Meninos Perdidos seguem a sequência do livro. O que muda mesmo é como Peter chega ao barco do Capitão Gancho. Mas isso eu já esperava que mudasse, pois, apesar do livro ser infantil, a cena não é simples. Até porque temos que ter em mente que o livro foi escrito em outra época. O final é que tem uma modificada para ficar com esse ar mais romântico dos desenhos.

Com o papel que a Disney tem, o desenho desempenhou muito bem. Peter mostrou ser uma criança feliz, que quer sempre ser essa criança feliz e que vive num lugar de faz de conta chamada Terra do Nunca. 



Sobre o Autor:

Liza AlvernazNatalia Menezes |  Twitter  |  Todos os posts do autor
Amante de futebol, música, filmes e livros, sempre foi apaixonada por histórias, seja lá de qual maneira forem contadas. Ama tanto lidar com o abecedário em forma de frases e parágrafos, que acabou se formando em Letras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©