terça-feira, 1 de setembro de 2015

Resenha | A Metamorfose (Franz Kafka)


Título: A Metamorfose
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 102




Sinopse: A metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. O texto coloca o leitor diante do caixeiro-viajante Gregor Samsa, transformado em inseto monstruoso. A história é narrada com um realismo inesperado, que associa o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana.






Depois de muito adiar esta leitura, rendi-me ao tão famoso "A Metamorfose", de Franz Kafka. Esta novela é uma das mais importantes dentro do cenário literário e eu a adiava pelo simples fato de tratar-se de um personagem que se transforma em uma barata. Me julguem!

Pois bem... Deixei de lado minha repugnância pela simples ideia de ler algo assim, após ver uma crítica em que a leitora afirmava que em momento algum é dito que o inseto em que o personagem principal se transforma é uma barata. De fato não é dito, mas que é, é. Explico mais adiante!

"A Metamorfose" conta a história de Gregor Samsa, um caixeiro-viajante que sustenta sua família, sendo o único a trabalhar em sua casa e que acorda, já nos primeiros parágrafos da Novela, em seu quarto, transformado em um inseto gigante e nojento.

“Certa manhã, depois de despertar de sonhos conturbados, Gregor Samsa encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso.”

A partir daí, não espere que haja explicações ou, mesmo, procura por explicações para a tal transformação. O foco de Kafka nem de longe é esse...
Gregor transformou-se em um inseto monstruoso, com inúmeras perninhas, um par de antenas,  que vive de restos de comida, rasteja pelos cantos da casa e evita a luz.  E é por essas características que afirmo ali em cima que, sim, trata-se de uma barata, independente de ser mencionado ou não.

Esta obra de Kafka trata, através de uma metáfora, da condição do homem na sociedade após passar por alguma situação que lhe afaste do dito "normal" ou "comum".
Gregor passa de, pilar da família, a excluído, preterido, negligenciado...

Conforme lemos as pouquíssimas páginas dessa incrível Novela, nos questionamos infinitas vezes acerca do nosso papel na sociedade, das relações pessoais, da importância (ou falta dela) de cada indivíduo dentro do círculo social em que atua.

A figura de Gregor, transformada em inseto, pode representar qualquer ente familiar que abandonamos após envelhecer, adoecer, ou simplesmente deixar de nos ser necessário. 

Pode, ainda, representar todos os que, aos nossos olhos, apresentam diferenças sociais das nossas.

Este é um livro sem rodeios ou floreios. A narrativa de Kafka é clara e direta. Mas não é simples.

A complexidade se dá justamente através dos questionamentos que surgem dentro de uma escrita surrealista e que serve de ponte direta pro contexto real e concreto.

Franz Kafka atinge, com perfeição, o que poucos conseguem: nos envolver em uma narrativa insana que nos leva diretamente pra mais dura realidade do cotidiano!

Recomendo "A metamorfose" com força!


Leiam!



Sobre o Autor: 
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©