segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Somos todos loucos aqui (Eliza Alvernaz)

Não entendo a necessidade, quase desesperada, de algumas pessoas em afirmarem-se, a todo tempo, como sendo "loucas"! Assumem loucura, desequilíbrio e insanidade, como sinônimo de gente legal e desencanada.


A sociedade estabelece padrões que faz com que muitos reneguem e passem a andar pelas beiradas, fato incontestável. Sair da caixa, num passado não muito distante, já significou loucura, mas os tempos são outros e, hoje, andar fora dos trilhos não tem mais o mesmo sentido dos movimentos Hippies de outrora.

Não há necessidade de se levantar a bandeira da loucura. Ainda mais quando a maior loucura que se comete é comer miojo no almoço.

Afinal, o que é louco para ti, aos olhos do outro é careta. E vice-versa, e versa-vice.

Recusar viver de acordo com a "moral e os bons costumes", ser livre em nossas escolhas e desejos, e ver o mundo de outra cor e forma, não faz de nós loucos.

Não há sanidade maior do que querer o melhor pra si. Não há maior prova de equilíbrio do que buscar evoluir, estar à frente de qualquer sociedade retrógrada.

Se me fosse dado o poder do aconselhamento, eu diria; rechaçar a retidão não faz de ti mais feliz ou honesto. Melhor seria despir-se da máscara da loucura, olhar pra dentro de si e aceitar que não há necessidade de negar a ordem e endeusar o desvario para colocar-se em posição confortável e divergente no mundo.

Somos todos ímpares. Cada qual com seus sonhos e desatinos. Somos todos loucos, somos todos normais. Tudo uma questão de ângulo.


O que nos faz diferente não é a loucura fake que virou moda inflar. Mas a capacidade de, mesmo com a cabeça voando por aí, não rompermos com a realidade, melhorando o que encontra-se bem firme abaixo de nossos pés.



Sobre o Autor: 
Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©