terça-feira, 26 de abril de 2016

Crítica: Deuses do Egito

Oi Gente!


Vim contar um pouquinho do que achei do filme "Deuses do Egito". Adoro essa parte da matéria de história e por isso fiquei muito curiosa para ver do que se tratava. Sempre gostei dessa coisa dos deuses de alguma maneira influenciar como era aquela sociedade.

domingo, 24 de abril de 2016

100 filmes que você precisa ver antes de morrer #11

Oláá! Tudo bem com vocês?

Há um tempo já que não indico filmes para nosso bom domingo de ócio! Então vamos à mais cinco indicações para hoje!

Vem!


#51 - A Bela e a Fera


Sinopse: Em uma pequena aldeia da França vive Bela, uma jovem inteligente que é considerada estranha pelo moradores da localidade, e seu pai, Maurice, um inventor que é visto como um louco. Ela é cortejada por Gaston, que quer casar com ela. Mas apesar de todas as jovens do lugarejo o acharem um homem bonito, Bela não o suporta, pois vê nele uma pessoa primitiva e.Quando o pai de Bela vai para uma feira demonstrar sua nova invenção, ele acaba se perdendo na floresta e é atacado por lobos. Desesperado, Maurice procura abrigo em um castelo, mas acaba se tornando prisioneiro da Fera, o senhor do castelo, que na verdade é um príncipe que foi amaldiçoado por uma feiticeira quando negou abrigo a ele. Quando Bela sente que algo aconteceu ao seu pai vai à sua procura. Ela chega ao castelo e lá faz um acordo com a Fera: se seu pai fosse libertado ela ficaria no castelo para sempre. A Fera concorda e todos os "moradores" do castelo, que lá vivem e também foram transformados em objetos falantes, sentem que esta pode ser a chance do feitiço ser quebrado. Mas isto só acontecerá se a Fera amar alguém e esta pessoa retribuir o seu amor, sendo que isto tem de ser rápido, pois quando a última pétala de uma rosa encantada cair o feitiço não poderá ser mais desfeito.

Sim, eu sei que TODO MUNDO já conhece e, muito provavelmente, viu este clássico da Disney. Mesmo assim tenho muito prazer em indicá-lo e explico: Bela é a primeira princesa da Disney a trazer traços de personalidade um tanto quanto diferente de todas as anteriores. 


Bela vem com uma personalidade mais independente, livre, com sonhos grandes de ganhar o mundo, sair do interior. É inteligente, bem diferente de mocinhas prendadas e do lar. E o mais importante: apesar das condições bizarras em que acontece, apaixona-se pela Fera através da convivência (e não ao vê-lo pela primeira vez, ou por amor à primeira vista), e sem qualquer preocupação com sua aparência! <3 

#52 - Era uma vez... 



Sinopse: Dé (Thiago Martins) mora na favela do Cantagalo, em Ipanema. Filho da empregada doméstica Bernadete (Cyria Coentro) e abandonado pelo pai, Dé viu seu irmão Beto ser assassinado por um traficante e seu outro irmão, Carlão (Rocco Pitanga), ser exilado da favela pelos bandidos. Decidido a não seguir o caminho do crime, Dé trabalha vendendo cachorro-quente num quiosque da praia. De lá ele observa Nina (Vitória Frate), filha única de uma família rica que mora na Vieira Souto, avenida em frente à praia. Os dois se conhecem e acabam se apaixonando, porém as diferenças entre seus mundos geram diversas críticas e preconceitos velados.

Esse "Romeu e Julieta" do século XXI é, sem dúvidas, um dos meus nacionais preferidos! Assistam!!! (E me contem)


#53 - Para Sempre Cinderela



Sinopse: A rainha da França solicita a presença dos Irmãos Grimm no palácio e lhes conta que gosta muito da obra deles, mas que ficou espantada em como foi contada a história de Gata Borralheira. Assim, decide lhes narrar o que realmente aconteceu na França do século XVI, quando Danielle de Barbarac (Drew Barrymore), sua tataravó, que ficou feliz aos oitos anos quando seu pai (Jeroen Krabbé), um aristocrata viúvo, se casou novamente com uma baronesa (Anjelica Huston), pois assim ela ganhou uma mãe e duas irmãs no mesmo dia. Mas a sonhada felicidade durou muito pouco, pois logo depois seu amado pai morreu subitamente e a madrasta, que ela desejava que fosse a mãe que nunca tivera, passa a tratá-la como uma criada. Uma das filhas da baronesa é bondosa e não concorda com várias atitudes da mãe, mas por outro lado a outra filha é bastante egoísta e só pensa em se casar com o príncipe herdeiro (Dougray Scott). Para isto ela tem total apoio da mãe, que está disposta a conspirar, mentir e fazer o necessário para ver sua filha como a futura rainha. Mas ela precisa agir rápido, pois o príncipe conheceu Danielle e os dois estão apaixonados, com os sonhos de grandeza da baronesa podendo serem frustrados, pois sua enteada e o príncipe estão sendo aconselhados por ninguém menos que Leonardo da Vinci (Patrick Godfrey).

Não gosto da CInderela. Confesso. Porém, a gata borralheira de Drew Barrymore me encantou na época e, até hoje, é minha preferida (mesmo não gostando nadinha da interpretação deste príncipe). Vale a pena! Juro!



#54 - Amor e outras drogas



Sinopse: Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) é um garanhão incorrigível, do tipo que perde a conta do número de mulheres com quem já transou. Após ser demitido do cargo de vendedor em uma loja de eletrodomésticos por ter seduzido uma das funcionárias, ele passa a trabalhar num grande laboratório da indústria farmacêutica. Como representante comercial, sua função é abordar médicos e convencê-los a prescrever os produtos da empresa para os pacientes. Em uma dessas visitas, ele conhece Maggie Murdock (Anne Hathaway), uma jovem de 26 anos que sofre de mal de Parkinson. Inicialmente, Jamie fica atraído pela beleza física e por ter sido dispensado por ela, mas aos poucos descobre que existe algo mais forte. Maggie, por sua vez, também sente o mesmo, mas não quer levar o caso adiante por causa de sua doença.



Sim, sou fã de filmes em que envolvem pessoas doentes e amor. Então, apenas vejam! E deliciem-se! (E Anne <3333 )


#55 - 10 coisas que eu odeio em você



Sinopse: A situação está tensa na casa dos Stratford. Bianca (Larisa Oleynik) não vê a hora de arranjar um namorado, mas seu pai (Larry Miller) não permite que ela saia com garotos. Após muita insistência, o pai toma uma resolução: Bianca pode namorar, desde que sua irmã, Katharina (Julia Stiles), namore também. Só que Katharina é uma verdadeira megera, que não tem amigos na escola nem em lugar algum. Para resolver a questão, Cameron (Joseph Gordon-Levitt), apaixonado por Bianca, resolve contratar o misterioso Patrick Verona (Heath Ledger) para seduzir a futura cunhada.

TINHA que ter uma comédia romântica dos anos 90, né? TINHA! Finalzinho da década, mas valeu a década!
Clichê? Sim. Mas quem liga quando se tem Kath e Patrick?

P.S: Saudade, Heath Ledger! </3


As indicações de hoje são essas! Espero que vocês gostem! Beijinhos e até a próxima!

Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Desafio 100 dias de música | #3

Heeeey gente!!!! 

Tudo bem com vocês? Sei que eu prometi a coluna "100 dias de música" semanalmente e dei uma parada logo no início... Maaaaas, imprevistos acontecem, né? E eu sei que vocês me entendem <3 

Sem mais, voltamos com a coluna e eu prometo tentar mantê-la semanalmente! ok? ok. 

Pra quem nem sabe do que eu estou falando, pode conferir os dois posts anteriores da coluna e entender do que se trata, basta clicar aqui e aqui

O desafio de hoje é...


"Uma música que te faça dançar."

 Digamos assim que eu não sou muito  nada habilidosa para danças. E, também, tenho gostos duvidosos para músicas que me fazem remexer-me....rs 

Então... Segura essa marimba, monamu!



Letra: 

Vem na maldade, com vontade
Chega, encosta em mim
Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim

Uh, uh, uh, uh, uh
Uh, uh, uh, uh, uh
Uh, uh, uh, uh, uh

Bang (bang), dei meu tiro certo em você
Deixa que eu faço acontecer
Tem que ser assim pra me acompanhar, pra chegar
Então vem, não sou de fazer muita pressão
Mas não vou ficar na tua mão
Se você quiser não pode vacilar
Demorar

E pra te dominar
Virar tua cabeça
Eu vou continuar
Te provocando

E pra escandalizar
Dar a volta por cima
Não vou parar, até te ver
Pirando

Vem na maldade, com vontade
Chega, encosta em mim

Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim


A letra - e o tema - de hoje acredito que dispensam explicações! Então ficamos por aqui.... Se quiserem conferir a lista completa desse desafio, basta clicar aqui!

Espero que tenham gostado! Deixem seus comentários, eles são muito importante para nós! 

Beijinhos, e até a próxima!


Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Eu,


Eu leio Kafka, mas já li Kéfera
Tô de boa com Terrence Malick, mas não perco uma comédia romântica hollywoodiana
Descompliquei Dostoiévski mas cantarolo Inaraí inteira!
Gosto de passas, algumas coisas de Romero Britto, e já até curti Paulo Coelho. (Crimes sociais contemporâneos)
Não espere que eu fuja da moda. Tampouco que me importe com ela!
Eu falo “oxe”, “cara” e “vééééi...”
Beatles forever! Indie, folk... Mas uma Anitta faz virar a noite!
Defendo meus ideais, insisto no que acredito, mas posso mudar caso me convença!  (Só não é tão fácil).
Nunca fui uma só. E a ideia de vir a ser me causa ojeriza.

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo"

Se sabe meu nome e gostos, não pense ser o bastante para me ler.

Mas se conhece minhas dores... Prazer!




Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

terça-feira, 19 de abril de 2016

19 de abril

Ainda me lembro quando deixei de acreditar na justiça humana. Foi também o que ocasionou para que eu percebesse o quanto nossa sociedade é corrupta e hipócrita. Aconteceu em 1997. Um índio foi morto queimado vivo. Lembro do choque, da tristeza e do quanto aquilo mexeu comigo. Parecia que era alguém da minha família. Foi fácil achar a foto dele no Google, se eu fechar os olhos mesmo depois de tantos anos, ainda consigo lembrar desse rosto. É claro que aos 12 anos já tinha visto casos de impunidade, desrespeito e preconceito muitas vezes. Mas este me marcou e me fez passar a ver um mundo que ninguém gostaria de ver. 

domingo, 17 de abril de 2016

Inabalável

Ela tinha histórias decoradas.

“A menina da ponte” e o “pintinho cheio de amigos” são exemplos.

Ela ajoelhava e olhava em meus olhos para falar, em um tempo em que Super Nanny nem sonhava em ensinar esta tática.

E tinha o mais doce jeito de repreender.

Ela não precisava perguntar para saber que eu só tomava o Nescau, gelado. Sabia o aniversário da minha melhor amiga e me ensinou o “Santo anjo do Senhor, meu zeloso guardador...” quando eu ainda nem sabia o que significava direito cada palavra.

Foi ela quem leu meu livro preferido da infância pela primeira vez. E também quem o releu incansavelmente.

Ela que se dividiu em duas para cozinhar comigo no colo diversas vezes. Quem me penteou para a escola e tentou me ensinar que “meninas boas casam-se com bons meninos”...

Hoje, ela não sabe que essa lição eu não aprendi como deveria...

Não sabe que, todos os dias, antes de dormir eu me lembro daquela oração...
Não sabe que nunca mais bebi um Nescau na temperatura ideal...
Nunca mais ouvi histórias inventadas com tanta magia...

Aos poucos, mudei de nome... Ficou difícil acertar!

Minha avó, aquela de dezenas de atividades, hoje mora num mundo que ninguém mais participa. Ninguém vê, ninguém entra, poucos se importam!

Minha avó, já não sabe que é minha avó.


Mas eu vou sempre saber que ela foi, e é, a melhor que já existiu!




Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

terça-feira, 12 de abril de 2016

Crítica - Casablanca



Olá, tudo bem com vocês?

Trazemos hoje, uma convidada querida para conversar sobre mais um filme da lista da Revista Bula. Desta vez, a Pedagoga Lívya Nacarate aceitou nosso convite e veio falar do clássico "Casablanca".


segunda-feira, 11 de abril de 2016

Panic


Ela olha no espelho e ainda está ali. Mas, dentro de si, não se reconhece.
Não mais sorrisos, debates, reflexões. Só há lugar para o medo!
Medo do novo, do cheio, do caos. Medo do medo. Medo de enlouquecer. Medo do que vem depois do medo. Medo!
Outra vez é muito tempo. 
Ela treme, sua, descontrola, dói o peito, o braço, coração dispara, chora.
Vomita a dor. Vomita o medo. Mas queria vomitar o mundo!
Ela não consegue se despreocupar, raciocinar e a tontura custa a passar.
No fim; a exaustão, vergonha e humilhação. 
Ela não sabe como mudar, se livrar e nem escrever em primeira pessoa.





Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©