terça-feira, 26 de julho de 2016

Resenha | SEM DESTINO depois que ela partiu... (Karina Dias)

Título: SEM DESTINO depois que ela partiu...
Autor: Karina Dias
Editora: Metanoia 
Número de páginas: 112







Sinopse: Um casal apaixonado, como tantos, tinha sonhos, planos, metas. Mas, infelizmente, o destino não permitiu que todos se realizassem. Karina Dias compartilha com seus leitores um pouco da história de amor que viveu com Paula, sua esposa que faleceu em agosto de 2014.




sábado, 23 de julho de 2016

Aquela Tag Literária #9: Loucuras de Verão

Oi genteee, tudo bem com você?

Nosso Blog parceiro, o Três Leitoras, nos marcou em uma Tag Literária super divertida! Estamos no inverno, mas a Tag é de Verão, viu gente!? rs

Bora lá, então!


sexta-feira, 22 de julho de 2016

Desafio 100 dias de música | #6

Olá, tudo bem com vocês?

Vamos de música? Aqueeeeele desafio que era pra ser diário, coloquei semanal e ele ocorre meio quando eu lembro quinzeMEnSal? Então. Ele mesmo!

Vocês me amam assim mesmo, né? <3 Então vamos ao 6º tema do desafio, que é:

"Uma música que te lembre da sua família"

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Resenha | A outra chance (Afonso Celso Brandão de Sá)

Título: A outra chance
Autor: Afonso Celso Brandão de Sá
Editora: Chiado 
Número de páginas: 198


Sinopse: Nem sempre o homem é o senhor de suas decisões. Há certas circunstâncias em que o sentimento supera a razão e para todo o sempre há uma voz superior. O homem é o senhor do seu destino, mas ele deve responsabilidades a um ser superior. Um vírus mortal ataca a humanidade e coloca-a em risco de extinção. Um homem, designado por uma força superior para salvá-la descobre, afinal, a razão da existência dessa ameaça e porque fora escolhido para tal missão. No entanto, um preço muito alto terá que ser pago para conseguir esse objetivo. Mesmo sem querer, ele tem uma missão que terá que cumprir a qualquer custo, independentemente de sua vontade. Descubra os desígnios da humanidade, por estamos aqui e se merecemos estar aqui.



quarta-feira, 20 de julho de 2016

Amigo de verdade...

Amigo de verdade é aquele que você ama como um irmão, escuta como uma mãe e confia como um pai. É aquele que não tem medo de te falar a verdade e que sempre pode contar para aquela "mentirinha". 

Já tive e tenho amigos...

Eu tive amigos que eu achei que seriam para a vida inteira, mas duraram alguns meses ou alguns anos. Tive amigos que achei que jamais me magoariam, mas magoaram. Tive amigos que acreditei que jamais me decepcionariam e decepcionaram. Tive amigos que disseram que sempre estariam lá e no primeiro obstáculo não estavam. Tive amigos que me "trocaram" pelo colegas de trabalho, pelas noitadas ou pelos namorados. Tive amigos que sempre que diziam me dizer a verdade, na verdade só me julgavam. Tive amigos que falavam que me aceitavam do jeito que eu sou e quando tiveram a oportunidade só me deram defeitos.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Resenha | Leve 2, Pague 3 (Tati Faro)

Título: Leve 2 Pague 3
Autor: Tati Faro 
Editora: Multifoco
Número de páginas: 123

Sinopse: Os três porquinhos discutem sobre como escapar do lobo mal. A promoção “leve 2, pague 3” causa uma impressão e tanto em uma cliente. Fatores diversos ameaçam a relação do casal mais perfeito do mundo. Um pai neurótico desconhece as companhias de sua filhinha indefesa. Uma série de estupros fora do comum aterroriza o meio universitário. Esses são os temas de alguns dos onze contos de “Leve 2, Pague 3”, que possuem em comum o gosto pelo cômico e pelo inusitado. O absurdo flerta com o cotidiano em todas as histórias, às vezes de mansinho, às vezes abertamente, mas sempre como uma lupa que mostra o mundo tal qual ele de fato é: engraçado, doido e deliciosamente real.


sexta-feira, 8 de julho de 2016

Resenha | Antes de dormir (S. J. Watson)


Título: Antes de dormir
Autor: S.J.Watson

Editora: Record

Número de páginas: 400



Sinopse: "Todas as manhãs, Christine acorda sem saber onde está. Suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. Seu marido, Ben, é um estranho. Todos os dias ele tem de recontar a vida deles e o misterioso acidente que tornou Christine uma amnésica. Encorajada por um médico, ela começa a escrever um diário para ajudá-la a reconstruir suas memórias, mas acaba descobrindo que a única pessoa em quem confia talvez esteja contando apenas parte da história."


quarta-feira, 6 de julho de 2016

Resenha | Carta ao pai (Franz Kafka)

Título: Carta ao pai
Autor: Franz Kafka
Editora: Companhia das Letras
Número de páginas: 88



Sinopse: A Carta ao pai é uma peça fascinante da obra de Franz Kafka. Dificilmente algum filho pôde escrever ao pai carta mais pungente do que esta. Nela o grande escritor realiza um ajuste de contas memorável com o tirano familiar Hermann Kafka. O móvel do confronto é uma tentativa de casamento do filho que o pai desaprova, mas o texto abrange toda a relação entre ambos, num ritmo dolorosamente ágil. Como sempre, a capacidade de análise e argumentação do escritor surpreende. Aqui ela transforma uma carta em documento perene da literatura universal.





segunda-feira, 4 de julho de 2016

Eliza, o que você tem? - Parte 4

Olá, tudo bem por aí? 

Mais uma segunda-feira e, como vocês já se acostumaram, bora lá falar de coisas não tão boas... Depois voltamos com "a programação" (que nunca tem) normal! rs

Se você não sabe do que estou falando, confira os posts anteriores desta série: 

Parte 1  -  Parte 2  -  Parte 3

sábado, 2 de julho de 2016

Crítica | Edward, mãos de tesoura


Título: Edward, mãos de tesoura
Título original: Edward Scissorhands
Diretor: Tim Burton
Ano de Lançamento: 1991
Gênero: Fantasia, Romance
Duração: 1h e 45 minutos
Elenco: Johnny Depp, Winona Rider, Diane Wiest

Sinopse: Peg Boggs (Dianne Wiest) é uma vendedora da Avon que acidentalmente descobre Edward (Johnny Depp), jovem que mora sozinho em um castelo no topo de uma montanha, criado por um inventor (Vincent Price) que morreu antes de dar mãos ao estranho ser, que possui apenas enormes lâminas no lugar delas. Isto o impede de poder se aproximar dos humanos, a não ser para criar revolucionários cortes de cabelos, mas ele dá vazão à sua solidão interior ao podar a vegetação em forma de figuras ou esculpir lindas imagens no gelo. No entanto, Edward é vítima da sua inocência e, se é amado por uns, é perseguido e usado por outros.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©