segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Resenha | O Vilarejo (Raphael Montes)

Título: O Vilarejo
Autor: Raphael Montes
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 96



Sinopse: Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome. 
As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.





Olá, tudo bem com vocês?

O livro que vou falar hoje foi o primeiro que li do autor nacional, Raphael Montes, porém, o último escrito por ele - até agora! 

Raphael é formado em Direito pela UERJ e teve sua estreia na Literatura em 2012, com "Suicidas" - Romance que teria começado a escrever por volta de seus 16 anos e concluído aos 19 - e ficou marcado por ter sido finalista de prêmios como o Benvirá e Machado de Assis. Mas falaremos dele mais pra frente... 

Antes de falar qualquer coisa a respeito da narrativa, é necessário ressaltar o trabalho artístico impecável deste livro. Qualidade editorial inquestionável! Cada detalhe, em cada página, contribuem para que toda a "magia macabra" esperada de fato aconteça!
Imagens que vão de respingos de sangue nas páginas, aos personagens bem detalhados e planejados com uma sintonia incrível com o que estamos lendo!

"O Vilarejo" já nos presenteia com um prefácio instigante, onde o autor se reporta como apenas um tradutor do que virá a seguir, dizendo ter adquirido alguns cadernos ilustrados em um sebo, escritos por uma senhora já falecida, em uma "língua morta pertencente ao ramo botno-úgrico"

O "tradutor" divide o livro em sete curtos, porém incríveis, contos.  

Cada conto recebe o nome de um demônio e cada demônio está relacionado a um pecado capital! Para fechar essa trama maravilhosa, cada conto, claro, está relacionado ao pecado de seu título. 

Apesar de termos demônios nos títulos de cada conto, os personagens são bem reais, bem humanos. No entanto, é colocado uma lente de aumento em cima dos "demônios" que podemos carregar em nós e a que ponto podemos chegar por conta de nossos desejos, prazeres, necessidades, raiva e tudo que envolve um ser humano e sufocamos com nossa moral, nossos valores e privilégios. 

No Vilarejo em que tudo acontece, os habitantes estão abandonados à própria sorte, tendo de lidar com a fome e a desgraça individual de cada um, num cenário pós-guerra. 

O que ficou bem claro para mim, é que o autor quis mostrar o quão maléfico, em benefício próprio, pode ser o ser humano. Tudo isso, acima de qualquer questão sobrenatural! 

Somos avisados, logo no início da leitura, que a ordem dos contos não importa, que podemos ler como quisermos. Eu optei pela forma com que foi escrita mesmo por simples TOC e, depois de concluir, fiquei satisfeita por ter feito essa escolha. O primeiro conto, um dos mais fortes pra mim ( UM dos, não o MAIS), tem um excelente retorno no final, onde esclarece alguns pontos da qual não tínhamos tido essa perspectiva ao ler o primeiro. Gostei da distância entre um e outro. Mas, de fato a ordem não altera em nada o livro. São contos que conversam entre si, porém sem dependência entre eles.

Sim, é macabro, tem que ter estômago em vários cenas, mas há muita beleza aí, acredite!!! Nos Contos bem escritos, nas lições que cada um nos deixa, na arte...

Fechando com chave de ouro, novamente a arte do ilustrador Marcelo Damm é protagonista e não precisamos de mais nada após sua última ilustração. Não irei mostrá-la, pois é peça fundamental na leitura, mas segue outra imagem sensacional...





E é exatamente isso que eu posso dizer a vocês sem que estrague a beleza desse livro.

Raphael me conquistou com essa leitura, o que me levou a ler "Dias Perfeitos" em seguida. E quando voltarmos a falar do autor, será deste livro, ok?

P.S.: Li o livro emprestado de uma amiga e acabei esquecendo de fotografar, então coloquei uma, só para que vocês tenham ideia das ilustrações... Fonte logo abaixo da foto! ;)


E vocês? Já leram "O Vilarejo"?  Contem pra mim o que acharam!!!
Beijos, e até o próximo post!


Sobre o Autor: 


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©