sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Religião e Gente - Por Eliza Alvernaz

Tornou-se comum, nos últimos anos, pessoas me perguntarem o porquê de eu não ter uma religião e estranharem quando eu digo que não creio em algo superior, sobrenatural, mas que também não descarto a possibilidade de sua existência. 
Seria muita prepotência minha afirmar que algo desse nível não existe. Não tenho conhecimento científico para tal. Mas, ainda considero tremenda falta de respeito aqueles que não respeitam minha condição e utilizam expressões muitas vezes até agressivas quando descobrem minha falta de crença “nisso ou naquilo”.


Eu não saio por aí batendo em portas e pedindo um minuto da atenção das pessoas para falar sobre a falta de fé no sobrenatural. Não vou até a casa de alguém menosprezar sua religião. Não telefono para ninguém quando se encontra doente, ou em momentos difíceis, para auxiliá-lo a trocar de religião. Não. Eu não faço isso.
Eu agradeço a cada pessoa que se dispõe, dentro de sua linguagem espiritual, a dedicar um segundo de seu tempo – principalmente nos dias corridos de hoje – para me colocar em suas orações, seus pedidos, suas vibrações, suas energias. Nunca as dispensei, nunca as tratei com desdém. E nunca, nem por um segundo, foi por demagogia. Eu realmente sou grata a cada um que coloca sua fé em meu favor. E quem me conhece de verdade sabe disso!
Eu tenho grandes e verdadeiros amigos nessa vida. Já falei e repito sempre: Essa história de “poucos e bons” não se enquadra em minha vida. Eu tenho “muitos e ótimos”. E entre eles, tenho espíritas kardecistas, agnóstico (com o adendo de ainda acreditar piamente nos astros), católicos, indecisos e até uma evangélica bem diferente... E eles me respeitam. ESSES me respeitam. Outras pessoas que não são tão próximas assim também respeitam. Mas sempre tem “aqueles”, né!?
Já me incomodou, já me irritou, já me desestabilizou... Hoje... 
Bem, hoje eu “sorrio e aceno”!
Viver é mágico, a vida é mágica! E, pra mim, isso nada tem a ver com religião, com sobrenatural. É algo de dentro pra fora. É o que me basta para entender que “o outro” é tão mágico quanto. E isso faz com que eu o ame, admire, queira conhecê-lo em seu mais absoluto âmago. É o que me faz querer um mundo melhor para os que estão aqui e para os que estão vindo. Que me faz querer viver buscando estar bem próxima da linha em alguns aspectos e bem longe dela em outros, afinal: “Quem anda sempre na linha o trem pega”, não é mesmo!?”. É isso que me faz querer aproveitar cada segundo da vida com a maior intensidade possível e me entristece quando sinto que perdi ou perco tempo com rotinas e desgastes físicos e emocionais que sei que não me levarão a lugar nenhum.
A vida é mágica! E o cotidiano obrigatório já tira essa magia num tanto bem grande. Pra completar, ainda tem “aqueles”. Sempre tem “aqueles”.
Vivemos em um Planeta com cerca aí de 7 bilhões de habitantes. Quantos, destes, temos a sorte de conhecer? Tão poucos, tão poucos...
Serei sempre uma entusiasta de seres humanos! Sempre! Considero uma sorte bem grande quando conheço uma pessoa nova e esta mostra sua magia sem pudores. Uma sorte conhecer pessoas com opiniões diferentes que vêm e acrescentam, que agregam, que ensinam e que estão aptas a aprender. Que sorte conhecer alguém com alegria de viver, alguém que entende que, independente da religião que se tenha, ESTA vida aqui é uma só. E por isso, vamos vivê-la da melhor maneira possível! Com amor, com compaixão, solidariedade, sororidade, empatia, respeito...
Você pode procurar pelo Planeta inteiro, mas não vai encontrar outro alguém como o que conheceu naquele bar, ou naquele grupo do facebook às 3h da manhã, ou na padaria, ou no trabalho... Cada um é um. E isso dá a oportunidade de você definir quem quer que esteja em seu círculo mágico de vida por um tempo, ou pra sempre.
Não é mágico viver no mesmo Planeta daquela sua banda preferida? E uma pena não ter tido a oportunidade de ser amigo de um deles? Não é mágico estar no mesmo Universo em que tanta gente importante já passou? E você nem pode tomar uma cerveja com um deles?
Percebam a magia das pessoas à sua volta! Os que estão por perto. Conheça-os. Converse com estranhos. Admire sua própria companhia – ela também é mágica – mas entenda o valor de se ter pessoas! Seja sempre recíproco!

E não seja um “daqueles”. Pois “aqueles”, acabam sempre vedando a própria magia
. 






Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!


<3

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. TER PESSOAS ,FOI O QUE MAIS ME CHAMOU ATENÇÃO EM TODO O TEXTO ,SUPER ELABORADO ,SINCERO , PORQUE É UMA DAS COISAS QUE MAIS FALTA FAZEM EM MINHA VIDA ,PESSOAS , PARA RIR, PARA CHORAR JUNTOS ,FAZER COISAS INACREDITÁVEIS , CONVERSAR SENTADO NO MEIO FIO ,OU NUMA MESA DE BAR ,OU ATÉ NO BANCO DO JARDIM ,BRIGANDO COM OS PERNILONGOS QUE TEIMAM EM FAZER NUVENS EM NOSSAS CABEÇAS.PASSAR PELA RUA E RECEBER E RESPONDER UM BOM DIA ,BOA TARDE ,BOA NOITE DE QUEM VC NUNCA VIU ACOMPANHADO DE UM SORRISO .PARAR N AFILA DO BANCO E PODER ESCUTAR E DAR UMA PALAVRA DE CONFORTO A ALGUÉM QUE DE REPENTE RESOLVE TE CONTAR UM PEDAÇO DA VIDA QUE NÃO ESTÁ MUITO LEGAL ,TÁ AÍ ,O QUE FALTA NA MINHA VIDA É GENTE , QUE QUEIRA ME CONHECER DE VERDADE ,QUE EU SEJA COMPANHIA PRA QUALQUER HORA E ELAS TAMBÉM .NÃO SENDO NEM UM POUCO CARENTE ,APENAS VERDADEIRA ,GENTE QUE SE PREOCUPA E SE OCUPA COM GENTE .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não espere por "gente", seja "gente" na vida das pessoas! ;) <3

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©