domingo, 26 de fevereiro de 2017

Maratona Oscar 2017 - Moonlight: Sob a Luz do Luar

Oi, gente!  Tudo bem com vocês?

Venho hoje com a triste notícia de que... Falhei! rs Falhei miseravelmente na tentativa de trazer minhas impressões sobre todos os indicados a melhor filme no Oscar. Sorry! Maaas, tentei! Faltaram: Fences, Até o último homem, A qualquer custo e Manchester: à beira mar. 

Dos 9 indicados, assisti e escrevi pra vocês sobre 5 mas, faltaram 4 ainda. Eu pretendo continuar assistindo aos filmes indicados e, inclusive, estender para as demais categorias, mesmo após a premiação. Porém, com a premiação amanhã, trago agora o último filme que vi e, ainda hoje, mais tarde - mas antes da Cerimônia - sai mais um post com minha lista de palpites para esta noite (sim, vou palpitar às cegas!!!)

Pretendo comentar a premiação no twitter, então se ainda não nos segue, segue lá: @aquelaepifania

Chega de blábláblá, bora ler o que achei de Moonlight!




Indicados:

Melhor Filme
Melhor Diretor (Barry Jenkins)
Melhor ator coadjuvante (Mahershala Ali)
Melhor atriz coadjuvante (Naomie Haris) 
Melhor Roteiro Adaptado (Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney)Melhor Fotografia (James Laxton)
Melhor Edição (Nat Sanders e Joi McMillon)
Melhor Trilha Sonora (Nicholas Britell)




Já falei que fui escrevendo aqui pra vocês conforme eu ia vendo, né? Pois é. Assisti Lion e pensei ser ele o competidor direto de "La La Land". Mas, ao assistir "Moonlight", mudei de opinião imediatamente. Posso me enganar (não é difícil que aconteça, afinal, não sou nenhuma especialista, só palpiteira mesmo hehe), mas acredito que o único filme que pode ameaçar o musical nesta categoria é este.

Moonlight é drama e drama dos bons. Diferente de "Lion", que conta uma história isolada, embora real, neste filme temos a história de Chiron que, na verdade, poderia muito bem ser a história de milhares de outros jovens. 

Negro e da periferia de Miami, Chiron descobre-se gay e cresce refém da violência consequente do preconceito da sociedade e do meio em que vive. 

Este é um daqueles filmes de muitas lições e reflexões. Mas tudo em forma de poesia. Poesia doída, amarga, verdadeira, necessária!

O primeiro conceito que Moonlight vem desconstruir é o da romantização de que mães são sempre perfeitas e amorosas. Chiron vê-se envolvido com os vícios de Paula, na interpretação impecável de Naomie Harris (dá o Oscar pra ela!!!).



Ainda criança, fugindo de um dos muitos ataques que viria sofrer dos colegas de colégio, acaba conhecendo, ao acaso, Juan, um traficante interpretado por Mahershala Ali que mora com a doce Teresa (Janelle Monáe). A amizade cresce de tal forma que Chiron passa a ter lugar cativo na casa do casal sempre que precisa ou deseja. Ótimos diálogos são formados na mesa de jantar. Se durante todo o filme Chiron possui uma lágrima na garganta e os olhos baixos e tristes, com Juan o menino mostra-se cada vez mais natural e livre. Um verdadeiro laço familiar é formado ali, coisa que Chiron nunca teve de verdade com sua mãe.



O único amigo de Chiron de infância é Kevin (Jaden Piner/Andre Holland), e ele terá um papel muito importante em toda a trama, mesmo com rápidas aparições.



Moonlight é contado em "três capítulos". Em cada um deles nos é apresentado uma fase de vida de Chiron. Em cada uma delas, vários temas, várias reflexões. Preconceito, Bullying, drogas, escolhas e falta de oportunidade, criminalidade, sexualidade, masculinidade, descobertas, família, prioridades, marginalização social, violência... 

Em cada "novo Chiron", uma nova história. E tudo isso sem ficar, nem por um segundo sequer, cansativo, repetitivo ou clichê!

Que filme, gente! Que filme! 

Apenas, assistam!




Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©