sábado, 25 de fevereiro de 2017

Resenha | Salva por um Cavalheiro (Stephanie Laurens)

 Título: Salva por um cavaleiro  
 Autora: Stephanie Laurens  
 Editora: HarperCollins Brasil
 Número de Páginas: 352


Sinopse: Londres, 1829.Impetuosamente sequestrada do baile de noivado de sua irmã Heather Cynster com o Visconde Breckenridge, Eliza desperta em um coche estranho a caminho de Edimburgo… Após passar 3 dias e 3 noites sedada, ela fará de tudo para escapar — nem que precise fingir estar desacordada para enganar seus algozes ao longo do percurso. Enquanto percorre os prados escoceses pensando em pergaminhos a serem decifrados e em uma esposa com quem possa compartilhar a vida, o erudito Jeremy Carling é pego de surpresa ao ver uma mulher gritando desesperada de dentro de um coche. Parecia alguma conhecida… Alguém a quem fora apresentado em um salão londrino… Mais precisamente… Eliza Cynster!Apesar de não ser nenhum herói, e sim um especialista em hieróglifos de grande prestígio, seu código de cavalheiro jamais permitiria ignorar uma dama aflita! Mas o perigo os espreita sorrateiramente na forma de um lorde misterioso que insiste em se apoderar de uma das irmãs Cynster. Um confronto à beira do penhasco colocaria um ponto final aos ardis do vilão oculto? Ou seria o momento certo para Eliza e Jeremy ousarem assumir um amor que nasceu em meio a tantos percalços? Em “Salva Por Um Cavalheiro”, Stephanie Laurens presenteia seus leitores com a apaixonante história de Eliza, a segunda irmã Cynster, e Jeremy. Ao longo das estradas, vales e montanhas que ligam Edimburgo a Londres, a autora desenvolve uma narrativa audaciosa com personagens sedutores em uma trama de mistério capaz de prender a atenção até a última página.


Oi, genteee! Tudo bem com vocês?

Voltei com mais um livro da autora Stephanie Laurens! Éééé, gostei mesmo! Se você perdeu o que eu achei do primeiro livro das irmãs "Cynsters" é só clicar aqui e conferir!

Em "Conquistada por um Visconde", o sequestro de Heather Cynter fracassou a partir do momento em que o Visconde de Breckenridge a encontrou e, juntos, traçaram um plano para descobrir o que estava por trás daquele sequestro. 

Em "Salva por um Cavalheiro" , McKinsey contratou Scrope, um especialista em sequestros. enquanto isso, a família Cynter está bastante atenta quanto aos cuidados das moças desde o ocorrido com Heather e, por isso, Eliza - irmã de Heather -  acaba não saindo muito de casa, ficando, junto de suas primas e irmãs, sob constante vigília.

McKinsey, então, junta-se a Scrope e traça um plano para capturar a jovem dama.

Se no primeiro livro Heather começa a história se aventurando em bailes em busca de alguém para se casar. Neste, começamos com um grandioso baile da família Cynter, com toda alta sociedade de Londres.

Não trata-se de um Baile oficial de anúncio de noivado, mas Heather e Timothy (Visconde), não deixam dúvidas a ninguém que os vê, com seus olhares e carinhos apaixonados.

Já Eliza circula pelo salão feliz por sua irmã, mas parcialmente triste por ainda não ter tido a sorte de Heather.

Ainda no baile, Eliza recebe um misterioso bilhete anônimo, dizendo tratar-se de um desconhecido, pedindo que ela o encontre na saleta íntima no fundo da casa. Curiosa e considerando a atitude ousada, resolve ir em seu encontro.

Mas, ao chegar no destino apontado no bilhete, não encontra o que esperava e sim, é surpreendida com alguém tapando sua boca abruptamente.

Sem saber quanto tempo depois, onde e porquê, assim como Heather, a única coisa que Eliza sabe prontamente é que foi sequestrada. 

Ela acordada em um coche, com mais duas pessoas junto a ela. E, com o passar do tempo, as coisas vão se esclarecendo.

Eu cheguei a pensar que a história poderia ser cansativa pelo fato de, novamente, ter como trama central um sequestro. Mas isso não aconteceu. Como toda boa saga, Stephanie nos presenteia com uma ótima narrativa, bastante envolvente, que faz com que a gente esqueça do tempo enquanto lê.

Assim que Eliza descobre estar sob domínio de Scrope e, a caminho de ser entregue a McKinsey, ela entende que precisa fazer o que for preciso para evitar que isso aconteça. 

Mas, nesse caminho, totalmente ao acaso, surge Jeremy Carling, um especialista em hieróglifos. Eliza consegue pedir ajuda e, sem colocar muita confiança na capacidade do rapaz, é surpreendida com seu empenho em ajudá-la. 

Apesar dos sequestros e da parceria com os rapazes para serem resgatadas, as histórias possuem "ingredientes" bem diferentes. Isto faz com que o livro não seja cansativo ou desnecessário. 

Nesta história, algumas reviravoltas acontecem que foram fundamentais para manter um clima de tensão e suspense na dose certa. Muitos personagens são acrescentados à trama ao longo da narrativa e a aventura agoniante de Eliza torna-se cada vez mais intrigante e surpreendente. 

Aos poucos, depois de muitos apuros, o romance vai sendo introduzido de uma maneira deliciosa. Não sei vocês, mas eu, particularmente, me encantei por Jeremy e Eliza ainda mais do que o casal do primeiro livro.

A forma como a história da minha quase xará (ela na verdade se chama Elizabeth) me envolveu foi, mais uma vez, muito gostosa. O romance encanta nos detalhes, na rica construção dos personagens - uma característica que gostei bastante nos dois livros - e no ar de suspense que consegue passar quando a gente acha que vai esbarrar no clichê.

Ao final da leitura, ficou a ponta do que podemos esperar para o próximo e, sim, eu o quero logo!!! 


Conheçam as obras de Laurens e me contem o que acharam! 

Beijinhos e até o próximo post!




Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©