sexta-feira, 7 de abril de 2017

Resenha | Caixa de Pássaros (Josh Malerman)

Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 272



Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.





MEU DEUS DO CÉU, QUE LIVRO CHATO DO CARALHO!

Oi, gente, tudo bem? 

Desculpem-me pela introdução nada educada, mas pensa em um livro que me tirou do sério de tão, mas tão chato? É esse! 


Pra começar, não tem nada de "aterrorizante" como a sinopse promete (por essas e outras que não leio sinopses e vocês nunca entendem). "Tenso", talvez. Vai depender muito do tipo de leitura que você está acostumado a realizar. 

O livro é contado sob a perspectiva de Malorie. Dividida em dois tempos - presente e passado - a narrativa traz a história de um acontecimento global que deixa todo o mundo em completo desespero ao perceberem que as pessoas estão se suicidando das formas mais abruptas possíveis. 

Sem saber o que está acontecendo, por intuição, algumas pessoas começam a fechar os olhos por entenderem que o que está levando-os ao suicídio é algo que eles veem. O que é? Ninguém sabe.

Com o aumento de mortes mundo afora, Malorie não vê outra saída a não ser fechar seus olhos também, assim como todas as frestas de sua casa. 

Sozinha, sentindo-se desprotegida, sem saber o que fazer, ela acaba encontrando um anúncio onde haveria um sobrevivente disposto a receber outros sobreviventes. Sem saber muito o que fazer, ela entra em seu carro e, tentando enxergar o mínimo possível, chega até a casa. Para sua surpresa, encontra um grupo de sobreviventes bem organizados que a acolhem.

Toda a narrativa do passado se dá nessa casa, nos mostrando como eles fizeram para sobreviver, para driblar o medo e conviver pacificamente (ou não?), sem saberem o que se passa lá fora e que vem dizimando a humanidade.

Já na narrativa do presente, temos Malorie com duas crianças a quem ela chama de "Garoto" e "Menina", saindo de uma casa, como se fosse uma fuga, com os olhos vendados, em um barquinho atravessando um rio. É assim que o livro começa e, enquanto eles fazem essa travessia, toda a história do passado é contada. Por fim, as duas narrativas se encontram no final. 

Um livro de apenas 272 páginas, que eu provavelmente leria em dois dias, de tão chato me fez ficar agarrada com ele o mês de fevereiro inteiro. Eu não conseguia largar (não porque estava super interessada em saber o que iria acontecer e, sim, porque não abandono livro mesmo), nem pegar outro pra ler. 

A premissa era boa, tinha tudo pra ser uma boa história, mas não funcionou pra mim. Chaaaato! 



E vocês, já leram? Tiveram uma opinião diferente da minha?



Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. IHEUIHEIUEHIUEH normal. Não concordo mas respeito :p
    Eu li esse livro em um ou dois dias porque achei ele muito bom! De fato, não é aterrorizante, mas sim tenso, mas eu estava muito curiosa para entender o que estava acontecendo.
    Num primeiro momento o final foi frustrante mas depois eu percebi que foi o melhor possível. Espero que não tenha continuação, como alguns rumores dizem.

    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Abril você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
  2. Isso é o melhor da Literatura e outras artes... Cada um ter uma experiência totalmente diferente do outro, né? <3
    Meus amigos também adoraram! hahaha
    beijos, Kemmy

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©