quinta-feira, 20 de abril de 2017

Resenha | Fortaleza Negra (Kel Costa)

Título: Fortaleza Negra
Autor: Kel Costa
Editora: Ler Editorial
Número de páginas: 464



Sinopse: Não tema! Não se entregue! Resista!O que aconteceria se a humanidade ficasse no meio de uma guerra sem precedentes entre criaturas poderosas, de duas espécies predadoras e extremamente perigosas? Em um mundo completamente diferente de tudo que conhecemos até então, começa a aventura de uma adolescente rebelde e atrevida, que enfrentará os mais temidos vampiros e seres mitológicos, para conquistar uma posição de respeito, graças à sua força e coragem."Fortaleza Negra não é apenas mais um livro de vampiros. Kel Costa conseguiu reunir todos os ingredientes necessários para criar uma história que você pega e não consegue largar. Personagens cativantes, uma mocinha não convencional, vampiros que amamos odiar e que parecem pertencer ao nosso cotidiano, mesmo sendo fantásticos. Ainda bem que Kel não os guardou em apenas um volume, mas há mais dois para que possamos conviver com eles por mais tempo. Pena que não são eternos. Ou são? "Graciela Mayrink - autora de: Até eu te encontrar, A namorada do meu amigo, Quando o vento sumiu e O livro delas


# Por favor, se você ainda não respondeu nossa pesquisa de opinião, responda-a e nos ajude a melhorar o Blog pra vocês! Ela se encontra na lateral do Blog também. Obrigada! <3 #

Olá, tudo bem com você?

"Fortaleza Negra" foi mais um livro recebido desta parceria delícia com a Ler Editorial, só que desta vez eles me fizeram uma surpresa e enviaram um exemplar que escolheram a dedo para mim (o costume é que eu escolha a obra que desejo receber). 



Preciso ser bastante sincera, como sempre, e dizer que em um primeiro momento pensei tratar-se de mais um livro aos moldes de "Crepúsculo" e eu realmente já me cansei do formato. 

Antes de começar a ler, fui procurar mais sobre a autora na internet e, para minha surpresa, descobri que Kel é uma queridinha de muitos leitores (onde eu estava que não a conhecia, gente?). Visitei seu site e, concluída a leitura de "Fortaleza Negra", compreendi rapidamente o motivo de tudo isso: além do carisma contagiante e perceptível em cada post seu, a história é realmente aquilo que promete em sua sinopse e orelha do livro!

De cara, pequenos detalhes prenderam minha atenção na trama de Kel. Como, por exemplo, a preocupação em detalhar como se pronuncia o nome de alguns personagens. 

Kel é uma jovem carioca, apaixonada por tudo aquilo que a gente ama: livros, filmes e séries. Assim sendo, a impressão que tive é que ela pensa como a gente, né!? Logo, sabe o quão chato é ficar lendo um livro super interessante, mas sem saber ao certo como dizer o nome dos personagens. E, cá entre nós: Certas histórias não tem como nomeá-los como "Pedro", "João" etc, não é mesmo?

Pois bem... A autora pensou nisso e nos deu aquela ajudinha, logo no início, com as pronúncias de Mikhail (Mirrail), Nikolai (Nikalai) e Vladimir (Vladímir). Pra completar a "lindeza", fez um glossário com explicações sucintas e dentro no necessário, sobre Vampiros, Mestres e Seres Mitológicos. Linda!

Sendo o primeiro de uma trilogia (quem está ansioso-roendo-as-unhas pelo segundo levanta a mão o/), "Fortaleza Negra" vai nos trazer uma adolescente chamada Aleksandra, a quem todos chamam pelo apelido de Sasha (menos sua mãe, e lendo o livro você vai saber porquê hehe). Olha... Não vou enganar, rolou uma certa identificação em alguns pontos com Sasha: a menina tem a língua afiada - sim, sem filtro mesmo - impulsa, e digamos que costuma atrair um tanto de confusão! 



No prólogo do livro, somos envolvidos em uma luta entre dois homens, que está acontecendo em 1985. Uma mulher interfere, grita para que encerrem aquilo, mas não é atendida. Vemos então que não trata-se de seres humanos convencionais e há mais deles no local, sendo estes a conseguirem cessar a luta. Porém, o prólogo se encerra com um dos homens cruzando os portões do lugar, partindo em um ato de rebeldia e jurando em silêncio voltar para cumprir uma promessa proferida no ato do conflito.

A partir daí, somos transportados para a narrativa de Sasha, e é sob sua perspectiva, e no tempo presente, que vamos seguir a história. 

A mãe de Sasha sempre lhe contou histórias reais de sua vida, sendo assim, em uma narrativa em primeira pessoa da protagonista, temos um resumo da História do Mundo de 1985 até os dias atuais e, assim, entendemos o motivo dos acontecimentos que estão surgindo. 

Descobrimos que, em 1985, os vampiros - seres que já existiam há milênios - resolveram sair das sombras e aparecer para os humanos, dominando todo o território terrestre e causando mudanças significativas no decorrer dos anos. 

E, meu amigo, a autora brilhou nesse desenvolvimento. Ela, simplesmente, relacionou fatos históricos reais com sua ficção (como a queda do Muro de Berlim, só pra citar um exemplo) e isso foi incrível, pois me conectou à leitura de uma forma muito especial. Aquele tipo de fantasia que você esquece que não existe e só se toca novamente de onde está quando fecha a última página do livro! Amei!

Enfim... O pai de Sasha era um biólogo como muitos, porém, nos últimos três anos, passou a se interessar mais pelos mitológicos e, como estes pareciam imunes às doenças e armas dos humanos, Johnathan passou a focar em pesquisas por algo que fosse letal a eles. Quando ele começou a ter sucesso em suas pesquisas e, consequentemente, começou a ter procura de laboratórios por seus resultados - tudo ao mesmo tempo em que ataques dos mitológicos não paravam - o biólogo foi contratado pela cúpula dos vampiros!

Éééé, meu amor, segura que são mais de 400 páginas de muita ação... Maaas, é claro que tem romance! Segura!

Nesse ponto vocês já devem estar se perguntando: "Mas o que tem de Fortaleza Negra?" Então!!! 

A família de Sasha mora nos EUA. E, na Rússia, foi construída a "Fortaleza Negra": um local considerado o mais seguro do planeta. Nela, residem os Mestres Vampiros (poderooosos). E, como o pai de Sasha foi contratado por conta da pesquisa, ele é convidado a ir para lá. Com isso, a adolescente precisa deixar seu colégio, amigos e mudar, não só de país, como sua vida radicalmente!

Vai ter Vampiro se apaixonando por humana? Vai ter. Você já leu muito disso? Já leu. É mais uma dessas histórias? DEFINITIVAMENTE, NÃO! 

Esquece essas histórias aí que você já leu. Se joga nesse romance que eu garanto que até umas risadas você vai dar, porque olha... Ô bichinha atrapalhada!!! E ainda rola os dramas de qualquer adolescente, né? Quem nunca!?

Sasha é uma mistura do que toda adolescente é, com o que as protagonistas,geralmente, não são e em um ambiente totalmente criativo e original!



Ponto alto: os novos amigos que Sasha faz lá e que são os responsáveis pela maioria - se não, todos, os momentos em que dei risada por aqui. Identifiquei uns amigos ali também (e olha que já saí dessa fase faz teeeempo, mas a lembrança fica, né?).

História muito bem escrita, vampiro sendo vampiro (ouvi um amém?), diagramação excelente e páginas amarelas (oba!). Eu, realmente, fui surpreendida! 

Agora vou deixar o restante pra vocês (e tem MUITA coisa). E que venha o segundo! 



Um beijo e até o próximo post! 




Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©