segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Resenha | Here Comes The Sun (Joshua M. Greene)

Título: Here Comes The Sun
Autor: Joshua M. Greene
Editora: Relighare
Número de páginas: 414



Sinopse: Uma história como nenhuma outra: em meio À fama avassaladora dos Beatles, a busca por Deus. Nesta biografia íntima, o historiador Joshua M. Greene fornece um relato comovente de uma das pessoas mais extraordinárias do século XX. Em "Here Comes the Sun", a jornada espiritual e musical de George Harrison é revelada em detalhes, sem o imediatismo de outras publicações sobre ele ou os Beatles. Como seus companheiros de banda, Harrison escapou das ruas proletárias de Liverpool, sobreviveu a uma dura aprendizagem em boates underground e se tornou um dos mais famosos e bem-sucedidos artistas da história. Porém, a desilusão com o preço e com as recompensas da fama resultaram na magnífica jornada que transformaria sua música e redefiniria o resto de sua vida.




Uma parceria entre o Blog e a Editora Independente "Coletivo Editorial". Conheça mais da Editora em suas redes sociais:



Facebook: https://www.facebook.com/coletivoeditorial
Instagram: https://www.instagram.com/coletivoeditorial
Twitter: https://twitter.com/coletivoeditora


Here comes the sun

Here comes the sun, here comes the sun,

And I say it's all right
Little darling, it's been a long cold lonely winter

Little darling, it feels like years since it's been here

Here comes the sun, here comes the sun

And I say it's all right
Little darling, the smiles returning to the faces

Little darling, it seems like years since it's been here

Here comes the sun, here comes the sun

And I say it's all right
Sun, sun, sun, here it comes

Sun, sun, sun, here it comes

Sun, sun, sun, here it comes
Sun, sun,

"Here Comes The Sun" foi escrita por George Harrison e lançada no álbum Abbey Road de 1969 dos Beatles

Em janeiro de 1969, Jonh Lennon e Yoko conheceram um novo empresário musical e anunciaram que, a partir daquele momento, ele cuidaria dos negócios dos dois. Os conflitos dentro da banda estavam cada vez maiores e mais difíceis de serem controlados. Cansado de tudo isso, e vendo toda aquela realidade que já foi tão prazerosa virar algo muito semelhante a uma escola, George decidiu permitir-se um dia de folga longe daquelas tantas reuniões. 

O destino escolhido foi a casa de campo de seu amigo, o cantor Eric Clapton, em Ewhurst, Surrey. Lá, com um dos violões acústicos do amigo emprestado, o Beatle foi andar pelos jardins da casa e espairecer. 
Quando o sol bateu em seu rosto, sentiu-se extremamente inspirado e otimista e começou a escrever a música que dá título ao livro que vamos conversar um pouquinho sobre!

"Here Comes The Sun", de Joshua M. Greene, começou a nascer em 1970, quando o álbum que apresentou a música já era um sucesso, e George produzia um álbum com hinos em sânscrito com os devotos do Templo Radha-Krishna. 

A jornada espiritual de George refletiu na música popular. Ele, com apoio conquistado aos poucos da banda, conseguiu derrubar a premissa de que músicos só tinham o papel de entreter. Apesar de ter sofrido muito com a mídia e até com os fãs, Harrison conseguiu conquistar o respeito do público e imprimir sua conversão religiosa na música. 




George se casou com a modelo Pattie Boyd em 1966. Em 1967, após o casal retornar de uma viagem à Grécia, foram até São Francisco para visitarem a irmã de Pattie. Ao chegar lá, depararam-se com muitos hippies no local, lixo espalhado pelo chão. "Horrível, crianças vazias e abandonadas nas drogas." - pág. 136.
Isso o deixou consternado. O Beatle esperava encontrar a "capital do amor". Algo "belo, pessoas legais e artísticas."

Quando foi reconhecido, os hippies o abraçaram e disseram que ele era o líder deles. Outros ofereceram LSD. George disse que eles estavam errados e, mais tarde, declarou para a repórter da revista Creem:

"Eu não me importo de alguém largar algo, mas é a imposição sobre alguém que eu não gosto. Eu percebi que não importa o que você seja desde que trabalhe. Na verdade, se você larga isso, coloca-se mais longe do objetivo da vida do que se você tivesse que continuar trabalhando." - pág. 137




Esta visita de George foi a grande notícia de São Francisco. Poucos dias depois, uma entrevista publicada no jornal mencionou Harrison dizendo que a música espiritual ajudou as pessoas a despertarem suas naturezas eternas e os mantras foram o ponto de partida.

Retornando dessa viagem, George encontrou um professor que foi bastante importante em suas práticas diárias. Maharishi iniciara mais dez mil pessoas em uma técnica chamada Meditação Transcendental. George comprou ingressos para assistir uma de suas Conferências e convenceu os colegas de banda a irem junto. Após a Conferência, Maharishi os convidou para passar dez dias em um curso no norte do País de Gales. 

No entanto, no primeiro dia de retiro, Brian Epstein, empresário e amigo - "o quinto Beatle" para muitos - havia falecido. Isto deixou os meninos sem chão e fez com que o retiro fosse adiado. 

George sentiu que o fato do amigo morrer enquanto eles estavam no retiro era uma ironia e que eles deveriam explorar o significado da vida.

Em outro momento, em Delhi, tentaram novamente as aulas com Maharishi. Desta vez, Ringo voltou bem mais cedo por conta de sua condição de saúde. Paul e John seguiram ao lado de George, cada qual com suas intenções e ambições.

Mas desta vez, rumores fortíssimos de que o professor Maharish agia inadequadamente com suas discípulas fez com que John arrumasse suas coisas e deixasse o local imediatamente, indignado.

Logo após seu retorno, John se arrependeu e declarou ter cometido um erro. Dizendo que Maharishi era um ser humano como todos. 

George acreditava no professor e citava sempre:

"Nossa alma é potencialmente divina. Nosso trabalho é manifestar essa divindade." - pág. 154

Atonowitz disse que "parte do encanto de George é que ele sempre se sentia incapaz de retribuir ao mundo o que o mundo havia dado a ele." - pág. 243

Quando "All Things Must Pass" chegou às lojas, notou-se que nunca, na história da música, havia tido algo como aquele álbum. E saltou-se à mídia o fato de George Harrison ter ficado tanto tempo escondido atrás de John e Paul, que nunca achavam suas músicas boas o suficiente. Deixando apenas uma ou duas entrar no álbum. Na maioria das vezes, no Lado B do álbum.

Em 1973, George era considerado "livre" dos Beatles. Estabilizado em sua carreira solo mesmo sem alcançar o sucesso estrondoso de "All Things Must Pass", George via-se enfrentando uma confusão que o impedia de buscar a Deus. Foi quando resolveu encontrar-se com o idoso mestre Prabhupada.

Após uma longa conversa, onde George abriu seu coração sobre estar sentindo-se cada vez mais distante do público e dos entes queridos, de não conseguir mais buscar a Deus e de sentir-se andando em círculos, o mestre disse:

"Tornem-se purificados e Krishna se revelará como o Sol." - pág. 274





Logo após essa visita, George enfrenta um grande momento em seu casamento, que irá atingir também uma de suas amizades. Depois lidará com críticas extremamente negativas em sua carreira solo, passando pela trágica morte de John, reviravoltas artísticas até sua morte... Tudo permeado por sua busca incansável e permanente pela espiritualidade. 

Tudo isso - e muito mais -  é brilhantemente contado por Joshua nessa obra incrível do selo Relighare. Não é necessário ser fã dos Beatles para conhecer esta história, não é preciso ter familiaridade com a  banda para ler este livro. O autor situa o leitor no ambiente da Beatlemania e não deixa de fora nenhum detalhe importante para amarrar bem toda a trama do "beatle quieto". 

Apesar de já saber um pouco mais a fundo deste lado espiritual de George Harrison, esta leitura foi diferente de todas que já fiz. Com certeza a mais completa e profunda. Não é a toa a aprovação de Louise, irmã de George. 

Não é um livro que sentei e devorei. Degustei, degustei... Li e reli várias vezes alguns trechos. Isso não tem nada a ver com a narrativa. Esta é super clara e objetiva. Mas sou realmente fã dos Beatles e estar diante de tantos pequenos detalhes me fez apreciar vagarosamente essa leitura. Uma das melhores do ano, sem dúvidas!

"Nenhum de nós é Deus - apenas Seus servos." - George, 1970






Beijos, espero vê-los no próximo post!


Liza AlvernazEliza Alvernaz |  Twitter - Skoob |  Todos os posts do autor
Pedagoga, especialista em Supervisão Escolar e Gestão de Ensino. Leitora compulsiva, libriana desastrada, apaixonada por filmes e séries, viciada em internet e corujas. Mora no interior do Rio de Janeiro, mas não desiste de ganhar e mudar o mundo!

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Oi, Eliza!
    Agora a música está na minha cabeça ahhahahhahah
    Eu não sou muito de ler biografias, mas como fã do Beatles essa eu pretendo ler algum dia. George Harrison era o mais quieto do quarteto e seria legal saber mais sobre a vida dele.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luiza! Exatamente, o "Beatle quieto" instiga a gente a querer saber sempre mais sobre ele, né!? Essa biografia é perfeita pra isso, pois mostra um lado muito além do músico dos palcos!
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Elisa! Parece ser uma ótima biografia para os fãs da banda, achei interessante a proposta de ser uma biografia mais intimista.

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Cássia! Ótima, sim. Para quem ainda não é fã, mas curte biografias também é incrível! ;)
      Beijos e obrigada pela visita.

      Excluir
  3. Oi Elisa!
    Gosto muito de biografias e fico feliz quando me deparo com dicas boas como essa, que junta duas paixões: livros e música. Já coloquei na lista!
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Michelly!!! Eu levei um susto (BOM) quando te vi por aqui!!! Não sabia que você estava de volta! Já vou correr no "Mais uma Página" pra me atualizar! <3
      Que bom que gostou da dica, essa biografia é incrível mesmo!
      Beijos e obrigada pela visita.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Layout: Equipe Epifania | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©